O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Situação dos idosos no Brasil e no mundo

  “No meio do caminho tinha uma pedra, tinha uma pedra no meio do caminho”. A frase do poema de Carlos Drummond de Andrade explana as dificuldades sociais por meio de uma metáfora. Sob esse viés, os idosos são visto como uma “ pedra” para o Estado , uma vez que necessitam de uma mior proteção por parte do Poder Público. Somado a isso, a falta do olhar empático por parte do corpo social agrava a situação do idoso no Brasil e no mundo. Diante disso, é necessário debater essa questão a qual tem raízes profundas e efeitos cruéis.
   Paralelamente, a população mais velha sofre coma exclusão por parte do Estado. Nesse sentido, a Revolução Industrial foi um marco na evolução da biotecnologia e consequentemente da saúde, culminando em um aumento da expectativa de vida, através da conteção de enfermidades, sobretudo. Apesar do aumento no tempo de vida, as condições mínimas para uma vida digna não seguiu tal feito, gerando assim um desequilíbrio que tortura diariamente os idosos. Ainda nessa trilha, o Estatuto do Idoso, instrumento jurídico mais completo sobre o tema, garante a todos os anciões uma velhice marcada pelo bem-estar. Fora das leis, tais direitos fundamentais não são efetivados, ao passo que o Estado se nutre de uma visão errônea e essencialmente capitalista de que os idosos são economicamente inativos e em decorrência disso, indignos de investimentos públicos.
    Ademais, há porém outro agente fomentador da desvalorização dos idosos: a sociedade. Sob essa perspectiva, o filosófo polonês Zygmunt Bauman trouxe em suas obras o conceito de “modernidade líquida”, segundo o autor, vive-se em uma “sociedade do descarte”, isto é, substituição latente dos fragilizados. Infelizmente, com os idosos não é diferente, uma vez que com o passar dos anos, além da experiência, muitas vulnerabilidades físicas e piscológicas surgem, sendo não harmonicamente aceitas e respeitadas na sociedade supracitada, o que culmina em um corpo social cada vez menos empático e mais indiferente as mudanças biológicas e temporais, como por exemplo, a velhice, os tornado responsáveis indiretos por todas violações feitas pelo Órgão Governamental.
   Portanto, medidas devem ser tomadas visando romper com o ciclo de violência que cerca os idosos. Sendo assim, cabe ao Conselho Nacional de Justiça, fiscalizar, mediante a criação da Comissão de Políticas Públicas, os estados que são ineficientes em garantir meios básicos para manuntenção de uma vida adequada aos idosos. Desse modo, constatadas violações e a postura de permencer com as absuvidades, multas diárias proporcionais aos números de vítimas serão estabelecida até sanar seus feitos negativos. Nesse sentido, essas medidas têm como finalidade romper com o ciclo de desvalorização na qual esse grupo social são inseridos, para que a “pedra” do poema não seja associada a esses indivíduos que ajudaram arduamente a formar a coletividade.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!