O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Situação dos idosos no Brasil e no mundo

Desde a Antiguidade, as pessoas mais velhas eram extremamente respeitadas e consideradas detentoras de sabedoria, principalmente na pólis grega de Esparta, em que exclusivamente esses ocupavam a Gerúsia, conselho de anciãos com mais de 65 anos com a função de administrar e controlar a Consitituição Espartana. No entanto, hodiernamente essa parcela encontra-se à margem da sociedade, sendo vítimas da discriminação e descaso alheio, principalmente dos mais jovens. Nesse contexto, não há dúvida de que a situação dos idosos no Brasil e no mundo é um desafio, o qual ocorre, infelizmente, devido não só à falta de infraestrutura para garantir os direitos dessa minoria, como também ao descaso da população frente à esses.  


Promulgado em 2003, o Estatuto do Idoso garante à todos os indivíduos com mais de 60 anos o direito à autonomia, à igualdade e ao lazer. Todavia, a realidade é justamente o oposto, claramente refletida na falta de infraestrutura para assegurar os direitos previstos para essa minoria. Uma comprovação desse problema está nos dados coletados pelo IBGE no ano de 2018, em que mostra que 25% da população brasileira será idosa até 2060, evidenciando que, apesar desse crescimento, esse grupo continua sem visibilidade e auxílio, podendo-se citar como exemplos desse descaso  a deficiência no sistema público de saúde para um atendimento especializado para esses indivíduos, a opressão, violência e a dificuldade de inserção destes na sociedade globalizada e tecnológica atual. Sendo assim, é inadminssível que esses direitos previstos em lei sejam violados. 


Faz-se mister ainda salientar a discriminação sofrida pelos idosos como impulsionador do problema. Para compreender melhor esse cenário, pode-se recorrer ao pensamento do filósofo suíço Jean Jacques Rousseau, em que diz "todas as pessoas são úteis a humanidade pelo simples fato de existirem", comprovando que, ao contrário do que grande parte da população jovem pensa, os idosos são capazes e dignos de respeito e valorização, e não devem ser vistos como um "desperdício" de investimento do governo e como cidadãos limitados fisicamente e psicologicamente. Dessa forma, é inaceitável que os idosos permaneçam sendo negligenciados pelo poder público e pela sociedade. 


Infere-se portanto, que a situação dos idosos do Brasil e no mundo é uma questão social e cultural que precisa ser revertida. Nesse sentido, é primordial que o Poder Judiciário, como responsável por fiscalizar as leis, supervisione e puna os que desrespeitarem os direitos previstos no Estatuto do Idoso. Além disso, é necessário que o Ministério das Comunicações, como gestor da propagação de informação, juntamente com a mídia, divulguem nos meios de comunicação, principalmente nas redes sociais,  a importância do respeito, zelo e empatia com a população idosa, através de imagens informativas e de fácil entendimento com o intuito de incluir os mais velhos na sociedade. Com tais ações, espera-se promover uma melhora nesse cenário. 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!