O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Situação dos idosos no Brasil e no mundo

Remotando á Revolução Industrial que não apenas trouxe transformações econômicas, como também, na forma de se relacionar com o próximo, houve um distanciamento e individualismo de uma forma geral, o impacto gerado sobre os mais velhos os excluíam do processo produtivo, ou seja, seu valor era medido pela capacidade de produzir.Atualmente muitas ferramentas existem para dar suporte a essa parcela da população, tais como, a aposentadoria, estatuto, preferencias, entretanto ainda existem muitos obstáculos a serem enfrentados por estes cotidianamente.
Assim, notam-se desafios, tais como, a violência, negligência, abandono, extorsão financeira, opressão esta que ocorre dentro do próprio lar, com familiares e cuidadores.No Brasil, a violência contra os idosos possuem números crescente, incluindo todos os tipos de violações que não são denunciadas pela própria vitima dada a sua incapacidade, portanto, não se trata apenas de leis e direitos, mas sim uma questão social, falta de humanidade e compadecimento, com um ser humano que encontra-se em uma fase vulnerável da vida.Dessa forma, se faz necessário que a própria sociedade crie um grau de responsabilidade ao perceber qualquer tipo de hostilidades a estes, mesmo que não seja de sua própria família e recorra à denuncia.
Outros obstáculos a serem enfrentados por estes estão na inadequada infraestrutura urbana, que não estão preparada para a mobilidade dos idosos,tais como, calçada,rampas e iluminação, ou seja, impossibilita o minimo de liberdade que essas pessoas procuram ter para viver independente e não estão presente na maioria das cidade brasileiras, o que é de grande relevância para a pauta de politicas publicas, uma vez que a diminuição das taxas de natalidade e o aumento da expectativa de vida geram uma população idosa maior.
Dessa forma é importante, não só a infraestrutura urbana como o atendimento psicossocial efetivo e acessível, juntamente com o Sistema Único de Saúde(SUS), para prestarem assistência social e médica domiciliar, acompanhando sua forma de vida e convivência com familiares periodicamente, primordialmente com famílias de comunidades mais carentes,assim também como o planejamento urbano que proporcione uma maior interação destes com a sociedade. Assim sendo, dará um suporte profissional, avaliando a sua saúde e sua relação com as pessoas próximas para que averigue situações hostis e estimulado diálogos e cedendo atenção, que é de grande importância nessa fase da vida, já que se sentem parte excluída.


Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!