ENTRAR NA PLATAFORMA
Saúde mental no século XXI

     O primeiro indivíduo que notou características psicológicas diferentes no ser humano foi Hipocrátes, conhecido com "pai da medicina", no século 4 a.c, que relacionou os humores com sintomas psicológicos, afirmando que o homem em estado normal, teria 4 humores equilibrados e o óbice aconteceria caso um prevalecesse sobre o outro. No entanto, o que observa-se na realidade contemporânea é um problema bem maior do que o apresentado por Hipócrates, uma vez que a saúde mental torna-se a cada dia mais inconcebível. Esse cenário instável é resultado tanto do uso demasiado da internet, quanto da atuação da mídia no convívio social, onde cabe examinar as raízes e os frutos do problema para que uma sociedade integrada seja alcançada.


     Em primeira instância, é importante pontuar que o desequilíbrio emocional é derivado da crescente massificação do uso da internet, uma vez que o indivíduo absorve diversas informações, além de em muitos casos limitar o contato com o mais próximo, desligando-se da realidade que o circunda. Em um artigo de opnião publicado na revista " The atlantic", a psicóloga americana Jean Twege afirmou que o uso exagerado das redes sociais tem relação direta com o aumento da ansiendade e depressão. Nesse contexto, é notório que os indivídos acreditam estar rodeados de amigos e encontram nas redes sociais uma forma de mostrar uma outra personalidade diferente da verdadeira, mas acabam distanciando-se da realidade e a cada dia sentem-se mais solitários e depressivos.


     Faz-se mister ,ainda, salientar a mídia como grande impulsionadora desse enfraquecimento psicológico, no que concerne a imposição do padrão de beleza e comportamental, levando principalmente, jovens ao desejo de morte por não conseguirem ter o corpo ou a conduta ideal. Na Grécia Antiga apresentar um corpo bonito era considerado uma dádiva, além de ser a prova de uma mente brilhante. Diante disso, é transparente que a mídia insere um molde resultante de um processo histórico, este que com o avanço da tecnologia tem sido absorvido pelos indivíduos e uma vez que distante das suas realidades torna-se um "gatilho" para que um acontecimento como suicídio ocorra.


     Infere-se, portanto, que ainda há entraves para garantir o bem-estar social  e o desenvolvimento da sociedade. Dessa maneira, é notório que existe uma falha estratégica multisetorial, assim, urge que o governo federal invista na contratação de psicólogos que atuem em setores educacionais por meio de verbas governamentais para que os indivíduos possam adquirir uma equilíbrio emocional, ademais, o poder legislativo deve definir políticas públicas com axílio de veriadores e deputados, a fim de inserir debates sobre este  assunto promovendo a diminuição de pessoas depressívas e as elevadas taxas de suicídio. Desse modo o ser humano poderia equilibrar os humores apresentados por hipócrates.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde