ENTRAR NA PLATAFORMA
Saúde mental no século XXI

Em 2017, a Organização Mundial da Saúde criou uma campanha chamada de “Depressão: vamos falar?”, em que a meta era combater o aumento de doenças relacionadas à saúde mental, como a depressão. Todavia, nos dias atuais, nota-se que há uma expansão dessas patologias, e evidencia-se que a falta de acesso rápido a tratamentos adequados e a centros especializados são fatores que contribuem para esse panorama.


Segundo Émile Durkheim, a violência é considerada uma patologia social porque tem grandes proporções no meio. Do mesmo modo, a depressão, o suicídio, a esquizofrenia e a ansiedade enquadram-se nesse conceito, pois de acordo com uma pesquisa realizada pela Organização Mundial da Saúde, entre 4 pessoas, 1 tende à alguma doença mental, como as supracitadas. Nessa perspectiva, essas mazelas tornam-se mais apreensivas quando se observa outros dados, feitos pela OMS, divulgados pelo Ministério da Saúde, nos quais evidenciam a falta de psicólogos, psiquiatras ou de acesso a Centros de Atenção Psicossocial a esses indivíduos.


Além disso, deve-se pontuar que o cuidado da saúde mental é um dever da União exposto no primeiro artigo da Declaração Universal dos Direitos Humanos. Dessa forma, é necessário apontar que sem a sustentação de essa norma, existe uma desintegração de todo metabolismo corporal, pois a mentalidade saudável garante um complexo bem-estar, não apenas psicologicamente, mas fisicamente. Para tanto, são imprescindíveis ações capazes de solucionar a problemática abordada.


Depreende-se, portanto, que são necessários tratamentos acessíveis a todos, porque a proporção desses problemas atinge a sociedade quase que em massa. Assim sendo, urge a União, em forma de Ministério da Saúde, investir mais recursos financeiros para a construção de Centros de Atenção Psicossocial nas zonas urbanas e rurais, em que deverão oferecer consultas de qualidade com pessoas especializadas. Logo, o aumento de casos de doenças relacionadas à saúde mental será limitado e, com isso, a geração vindoura será um reflexo do meio alegre e metodicamente organizado como o citado no livro “A cidade do sol” de Tommaso Campanella.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde