ENTRAR NA PLATAFORMA
Saúde mental no século XXI

A lei 8080, presente na constituição federal de 1988, define todas as diretrizes do sistema público de saúde (SUS) e o conceito de saúde do trabalhador, definido com um completo bem estar físico e psicossocial. Todavia, infelizmente, o século XXI traz grandes desafios para manter de forma saudável a saúde mental do ser humano, que está relacionada tanto ao trabalho quanto ao ambiente social.


 Primeiramente, é importante destacar que as longas jornadas de trabalho é um dos principais motivos do declínio da saúde mental na atualidade. Indubitavelmente, o século XXI é pautado na sociedade do cansaço descrita por Chul Han, na qual os indivíduos passam por exaustivas jornadas de trabalho, muito superiores às 8 horas definidas por lei, e, por esse motivo, são sobrecarregados com prazos de entrega e tarefas que vão muito além do que realmente deve ver exigido. Devido ao cumprimento de tais metas a sua saúde mental é prejudicada, levando-o a crises de ansiedade, depressão e no pior dos casos suicídio.


Ademais, o meio social é fator relevante à discussão. Inquestionavelmente, como descreve Aristóteles o homem é um ser social e por viver em sociedade sente a necessidade de se relacionar com outros indivíduos. Porém, levando em conta que a atualidade é influenciada por uma sociedade do espetáculo como descreve Guy Debord, o ser humano quer a todo o momento mostrar que possui uma vida perfeita, divulgando no mundo digital fotos de viagens, lugares frequentados e círculos sociais. Devido a isso, o ser humano torna-se frustrado, uma vez que não consegue alcançar os padrões já pré-estabelecidos e isso, por conseguinte, também prejudica sua saúde mental. Prova disso, é a série Os 13 Porquês na qual a protagonista não consegue lidar com os padrões de socialização no ambiente escolar, sofrendo, assim, bullying o que a levou a cometer suicídio.


Portanto, fica evidente que a saúde mental da humanidade é um problema atual e persistente que deve ser resolvido. Primeiramente, as empresas, tanto privadas quanto públicas, devem garantir a saúde mental do trabalhador. Isso deve ser feito por meio da criação de espaços de relaxamento nas empresas e também pela contratação de psicólogos e professores de ioga e meditação que trabalhem e desenvolvam a mentalidade dos funcionários. Além disso, o indivíduo, juntamente com o apoio familiar, deve procurar ajuda de psicólogos e psiquiatras para receber orientação sobre como cuidar de sua saúde mental no ambiente educacional e social, controlando a necessidade de agradar o outro e de alcançar padrões sociais inalcançáveis, para que com isso, possa evitar problemas mais graves no futuro, como a depressão e ansiedade. Por fim, com essas medidas e saúde mental da população melhorará, o que vem a minimizar a problemática no Brasil como um todo.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde