ENTRAR NA PLATAFORMA
Saúde mental no século XXI

Após postar em sua conta no Twitter a frase "Haja saúde mental", Marina Ruy Barbosa bombou na rede social. Pois, assim como a atriz brasileira, muitos brasileiros concordam que manter a saúde mental no século XXI tem sido uma tarefa difícil. Afinal, as incertezas do mundo moderno e o desconhecimento da população sobre a importância do bem-estar mental são fatores que impedem a humanidade de atingir esse fim.
Vivemos em tempos modernos e nunca sabemos se as coisas à nossa volta permanecerão as mesmas ou se irão mudar futuramente. Pois, de acordo com o sociólogo polonês Zygmunt Bauman, vivemos em uma modernidade líquida e a única certeza que podemos ter é a incerteza. Desse modo, o futuro do indivíduo dos dias de hoje possui uma natureza incerta que pode despertar nele emoções negativas como insegurança, ansiedade e medo e, assim, afetar sua saúde mental.
Além disso, a ignorância da sociedade em relação à necessidade de cuidar das emoções e da mente constitui outro impasse. Pois, como disse o filósofo alemão Immanuel Kant, "O homem é aquilo que a educação faz dele". Dessa maneira, a curta bagagem de conhecimentos sobre doenças, distúrbios e transtornos mentais produz indivíduos com uma postura negligente em relação a esses assuntos.
Portanto, se faz necessário que a sociedade procure desenvolver uma maior preocupação com o bem-estar mental de seus indivíduos. Isso pode ser feito por meio da aquisição de conhecimentos a respeito da importância de manter uma boa saúde mental e das consequências de adotar um comportamento contrário, com o fito de converter as pessoas do mundo em seres capazes de nadar pela modernidade líquida sem se afogar.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde