ENTRAR NA PLATAFORMA
Saneamento básico no Brasil

Atualmente, com o aumento da tecnologia, muitos acreditam que o saneamento básico é democratizado no Brasil. Entretanto, essa política pública é mais presente em áreas com índice social um pouco mais elevado, visto que pouco se investe, dessa forma afeta diretamente os que mais carecem. Outrossim, é o impacto ambiental gerado pela falta dessa ação do governo, que é altamente degradante e tem inúmeras consequências. É uma discursão válida que está tomando espaço em vários debates.


Com o processo de favelização, as áreas formadas não tinham suportes para a demanda de pessoas alocadas. Logo, essas zonas são as mais afetadas pela falta de infraestrutura, tendo em vista que muitas pessoas não têm acesso à água tratada, coleta seletiva e tratamento de esgoto. Ademais, essa precariedade acarreta problemas sociais, como por exemplo, a superlotação do SUS, pela quantidade de doenças provocadas. Portanto, a produtividade desses indivíduos é ameaçada, tendo em vista que afeta a educação, saúde e o bem estar, consequentemente é um vetor para a desigualdade.


Além disso, há também toda a influência sobre o meio ambiente. A poluição dos recursos hídricos é uma das mais impactantes, haja vista a escassez da água. Há também a falta de coleta seletiva, que muitas não têm conhecimento que faz parte do saneamento básico, essa provoca enchentes em muitas cidades, bem como o aumento de resíduos sólidos nos lixões do Brasil, que poluem o solo e o lençol freático e atraí animais hospedeiros de doenças.


Portanto, as Secretárias do Meio Ambiente, junto com a vigilância sanitária, devem aumentar as zonas de saneamento básico, democratizando-as, não só criando aterros sanitários em mais municípios, todavia também fazendo uma coleta seletiva eficiente e facilitando o acesso à água tratada. É de extrema importância à parceria com o MEC, criando debates na área, bem como palestras educativas, tanto no ensino público como o privado, para que a sociedade tome conhecimento dos malefícios e busquem mudar suas práticas. É necessário que o Ministério do Desenvolvimento, invista em infraestruturas nos locais mais carentes, aumentando as tecnologias e desenvolvendo programas sociais. Logo, haverá uma maior equidade na população.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde