ENTRAR NA PLATAFORMA
Saneamento básico no Brasil

 Em seu livro A utopia, Thomas More supõe previssões para as futuras nações o modelo de se organizar diante das mazelas sociais. Para o autor, é dever do Estado ser intermediador na resolução das adversidades. Todavia, ao traçar um paralelo entre o Brasil e o pensamento do filosófo, observa-se um paradoxo, uma vez que o país pouco se mobiliza frente aos problemas do saneamento básico vivenciados, que atuam tanto na economia quanto na saúde populacional. Portanto, é imperativo enteder a lógica do fenômeno para que se possa contorná-lo. 


 Antes de tudo, é imperioso mencionar a abrangência da falta de saneamento básico e a sua consequência para a sociedade. De acordo com dados da Comissão de Serviços de Infraestrutura, o país possui apenas 50% de locais de coletas de lixo nas cidades, o que significa que, a cada 200 pessoas, apenas 100 utilizam desses pontos e a outra metade desloca seus resíduos em locais inapropriados. Por conta disso, um dos produtos gerados nas localidades afetadas é a exposição de materia orgânica a céu aberto, o que impulsiona no desenvolvimento de doenças e bactérias.Desse modo, fica evidente uma intervenção governamental a fim de regulamentar esse panorama insálubre.


 Por outro lado, mister se faz destacar os problemas econômicos ligados à falta de ações preventivas sobre a lógica da adversidade. Isso se torna claro pelo fato de que, se o Brasil utiliza-se principalmente de biodigestores em antítese à grande quantidade de lixões, o país não só solucionaria a questão do defícit sanitário,mas também trabalharia ecologicamente e poderia arrecar na venda de energia para a população, visto que os biodigestores consiste na transformação de matéria orgânica em energia elétrica. Logo, uma sistemática ecologica nesse viés se torna necessário para contornar os problemas sanitários do país .


 Em face dessa realidade, é imprescídivel medidas no intuito de solucionar os problemas ligados ao saneamento básico brasileiro. Para tanto, recairá sobre o Ministério da Infraestrutura o exercício da elaboração de um conjunto de ações nos municipios da Federação, desde a criação de aterros sanitários em localidades acessíveis à sociedade e a encanação correta de esgostos nas cidades, e ,posteriormente, a publicação na mídia, como rádios, desses locais para a população destinar os seus degetos produzidos, e isso se tornará possível por meio da captação de recursos advindos o Conselho Monetário Nacional. Com tais características engendradas,o país,portanto, tornar-se-à intermediador na resolução dos seus problemas sociais, assim como propunha Thomas More em sua previsão.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde