ENTRAR NA PLATAFORMA
Saneamento básico no Brasil

   


    Na comédia brasileira "Saneamento Básico, o filme“, moradores incomodados com o ineficiente tratamento de esgoto buscam solucionar o impasse. Tendo como única verba disponível a da criação de um filme, resolvem fazê-lo, e por meio dele demonstram a necessidade de um tratamento adequado. Fora das telas a realidade é similar, visto que, cerca de metade da população brasileira não possui tratamento de esgoto. E vale ressaltar que os impactos de um precário saneamento básico afetam também a saúde, o meio ambiente e o turismo, e esses refletem na economia.


      Primeiramente, a se tratar da saúde: Diversas doenças que comumente acometem a população são transmitidas por meio do esgoto não tratado e da ingestão de água contaminada (de acordo com a Lei 11.445/07 o abastecimento de água potável também faz parte do conjunto de serviços de saneamento básico). E como disse o antigo Ministro da Saúde Ricardo Barros: “A cada real investido em saneamento, o país economiza quatro reais em saúde.”. Sendo notória a necessidade de melhora no saneamento básico.


     Segundamente,  meio ambiente e turismo são afetados porque antigos rios viram local de esgoto não tratado, os famosos “valões”; animais precisam viver em meio a esse esgoto tanto nos rios e lagos, quanto no mar, entre outros exemplos. Esses acontecimentos contribuem para a diminuição de visitantes a determinado local, já que praias poluídas recebem menos turistas, e assim mais um impacto a economia.


    Visto isso, é nítido que investir em saneamento básico resultaria em inúmeras melhorias e que o investimento, em longo prazo, seria recompensado com economias na saúde e maiores lucros no turismo. Contudo, de acordo com a Lei do Saneamento, todas as cidades devem ter um plano municipal e esse deve ser aprovado pelo Governo Federal, que disponibilizará a verba.  Em virtude disso, uma medida da prefeitura juntamente com a população da cidade a realizarem debates, estudos e a criação de um projeto a ser aprovado pelo Governo Federal e realizado. E algo que poderia complementar a medida acima citada seria a ação de empresas de construção juntamente com a população para a criação do projeto que com pequenas alterações pudesse funcionar em diversas cidades. Assim a empresa ganharia o serviço do Governo, a população um melhor saneamento e o Governo teria seu dinheiro ressarcido com as demais economias. E, vagarosamente, “saneamento básico” deixaria de ser só um filme para alguns brasileiros.


 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde