ENTRAR NA PLATAFORMA
Saneamento básico no Brasil

         O saneamento básico é um direito fundamental a todos. No entanto, este direito não tem sido, totalmente, posto em prática, devido a uma dificuldade histórica aliada de um descumprimento de lei.


         Em princípio, o século XX no Brasil é ideal para relacionar a problemática em questão com os dias de hoje. Nesse sentido, em 1904 o país viveu a urbanização do Rio de Janeiro, a qual embelezeou parte da cidade e ignorou a outra parte (a periferia), na qual não se tinha esgoto, água potável e condições de vida digna. Diante disso, hoje isto ainda acontece, centros urbanos são embelezados e a periferia continua sendo vítima da falta de saneamento básico.


           Ademais, envidencia-se um descumprimento da lei 11.445/2007, que assegura condições de saneamento básico para todos sem exceção, pois os moradores de baixa renda são excluídos desse direito fundamental. À exemplo, destaca-se o município de Ananindeua no Pará, o qual possui o pior índice de saneamento básico do país e abriga muitos cidadãos de baixa renda que se encontram longe do centro de Belém.


            Fica claro, portanto, que o saneamento básico é um direito de todos, porém os moradores da periferia do Brasil não são privilegiados desse direito totalmente. Sendo assim, a ANVISA deve investir em visitas técnicas nas periferias e favelas do país, por meio de agentes, jornalistas e drones, para que seja avaliado o transtorno de cada região. De outra parte, o Ministério da Educação deve ampliar medidas socioeducativas nas regiões pobres do país, através de palestras, seminários e anúncios publicitários, para que assim, os moradores tenham um bom senso crítico e uma vontade de mudar cada vez mais a realidade em questão. Assim, a referida problemática dará lugar a uma nova realidade.


 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde