O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Retrospectiva - Tema de Redação ENEM (2014): Publicidade infantil em questão no Brasil

Nunca houve um tempo em que se investisse tanto em publicidade com fins lucrativos como hoje. Frequentemente, pode-se observar diversos comerciais de grandes produções da indústria do entretenimento, de tecnologias recém-lançadas, brinquedos novos, etc. Infelizmente, toda essa explosão de informações e manipulação não atinge apenas aqueles com maior experiência de vida. Os efeitos que a influência da publicidade causam no psicológico de uma criança são uma involução para a sociedade, além de fortalecerem o consumismo moderno. 


Durante a Segunda Guerra Mundial, a influência da propaganda ideológica, entre os países que estavam em regimes ditatoriais, era extremamente evidente. Na Alemanha Nazista, o ministro da propaganda, Joseph Goebbels, era responsável por incentivar milhões de  pessoas a apoiarem o governo vigente. Assim como a publicidade de Goebbels pôde estimular a maior parte da população alemã, a propaganda capitalista atual, que visa apenas vender mercadorias, sem pensar nas consequências sociais e psicológicas causadas pela mesma, tem uma grande influência sobre muitas crianças brasileiras, tornando-as imensamente consumistas. 


Como resultado do aumento no consumismo infantil e da alienação propagandística, o comércio e a absurda variedade da produção de mercadorias voltados para as crianças cresceram demasiadamente. Além dos problemas ambientais causados por essa grande produção, os efeitos psicológicos passam a ser cada vez mais irreversíveis. De acordo com a endocrinologia, o ato de comprar, quando realizado com uma frequência exacerbada, pode viciar, pois o cérebro libera um neurotransmissor chamado de dopamina — que é o responsável pela sensação de prazer — e sua superestimulação faz com que o cérebro fique cada vez mais necessitado dela, o que prova que o consumismo é um vício real e preocupante. 


Em síntese, a publicidade possui efeitos devastadores na sociedade, por isso é necessária uma intervenção governamental, visando proibir ou controlar restritamente as propagandas anunciadas, além de educar as crianças financeiramente desde o início da vida escolar — tarefas que podem ser realizadas pelo Ministério da Educação e Cultura. Ademais, cabe aos responsáveis e as pessoas próximas das crianças a missão de ajudá-las a entender o verdadeiro valor do dinheiro, salientando os malefícios de uma vida consumista, para que esse mal que involui a sociedade possa ser vencido.


 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!