O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Retrospectiva - Tema de Redação ENEM (2009): O indivíduo frente à ética nacional

A ética é um campo de estudo antigo contido na filosofia, enquanto a etiqueta seria uma espécie de ética do comportamento.Apesar disso, existe um ponto onde a etiqueta se separa da ética e passa a pregar desigualdade, e ainda há o ponto em que a desigualdade se separa da etiqueta para se tornar uma opinião. Como a ética poderia se transformar nesta opinião, e como a mesma passaria a ser uma das bases de uma vertente política?


O que é conhecido como ética atualmente é o estudo das razões que orientam a maneira de agir do ser humano, ou a reunião de "normas" de um grupo social. Daí se desprende a etiqueta, a forma de agir com as outras pessoas. Na época em que o conceito surgiu, livros de etiqueta circulavam o mundo, se dizia que quanto mais alta a patente de quem se tratava, mais educada deveria ser sua forma de agir, o contrário funcionava da mesma forma; etiqueta não seria necessaria com um servo, pois este seria inferior, diferente de um empresário ou político. Isso é uma forma evidente de pregar a desigualdade e a superioridade de um grupo. A etiqueta então se torna uma das "normas éticas", apesar de ser antiética.


Porém, a ética na etiqueta e a etiqueta na desigualdade, são abandonadas em alguns pontos da política. Enquanto o discurso político tenta manter o alto nível em tempos de crise, surgem aqueles que se dizem falar pelo povo, lutando pelos bons costumes e pela antiga glória de sua nação, se aproveitando da polarização para se eleger e governar. Hitler soube trabalhar bem com a polarização que seu discurso causava, e ser eleito com a proposta de "purificar" a nação. O Brasil passa por uma situação semelhante. Após o inicio de uma crise econômica, o atual presidente começou a ganhar fama.


O discurso da "moral e bons costumes" e anticomunista existe no Brasil desde o século passado, mas debatia junto às outras políticas de forma igual. A abordagem mais recente porém, além de abandonar a ética, abandona a etiqueta. A educação que existia no discurso político foi abandonada, e o que restou é uma vertente desigual e antiética, com uma busca de lucro rápido, que pode custar grandes bens nacionais, o meio ambiente, as instituições educacionais, empresas públicas e todos os avanços para reduzir a desigualdade.


No frágil estado da sociedade brasileira atual, o Brasil passa pelo terceiro governo autoritário anticomunista dos últimos 100, sendo o segundo eleito de forma democrática. Erros passados continuam sendo esquecidos e repetidos, o que impede o progresso. É preciso que cada cidadão estude política e história, e que passe a compreender e debater sobre política e se afastar da imagem de que a mesma é apenas praticada por políticos. Ética, política e principalmente a filosofia precisam ser compreendidas por qualquer qualquer sociedade que deseja evoluir. Precisam ser ensinadas nas escolas e vividas pelo povo.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!