O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Retorno das doenças erradicadas

 O historiador britânico Arnold Toynbee, em um de seus pensamentos, enuncia que os seres humanos tornaram-se deuses na tecnologia, mas permanecem "macacos" na vida. Em análogo a tal premissa, o desenvolvimento científico no âmbito da saúde contrapõe-se à volta, na hodiernidade, de doenças erradicadas. Nesse sentido, cabe visualizar os principais fatores da problemática.


 Em primeiro momento, é de suma importância destacar que a questão dos refugiados somada ao desleixo dos governantes é causa determinante do imbróglio. Tendo em vista as guerras e os graves desastres ambientais da contemporaneidade, o número de pessoas que deixam seus países elevou-se. Sob esse aspecto, a negligência governamental no que tange às ações, nas fronteiras, relacionadas à saúde permite que asilados doentes e sem as vacinações em dia entrem nos países. Desse modo, tal categoria de imigrantes transforma-se em verdadeira transportadora de doenças erradicadas.


 Outrossim, é incontrovertível que a falta de conhecimento acerca das enfermidades epidêmicas é capaz de fortalecer o tópico. Segundo o sociólogo Gilberto Freyre, a educação sem função social é inútil. Logo, o fato de as escolas focarem na fabricação de indivíduos aptos ao mercado de trabalho impede que o contingente demográfico informe-se acerca da questão. Dessa maneira, a sociedade passa a atuar na perpetuação de informações falsas sobre as formas de imunização e de neutralização dos vetores e hospedeiros - peripécia que, facilitada pela imprestabilidade dos colégios, fortalece a volta de doenças erradicadas. 


 Portanto, de acordo com os pontos supracitados, medidas são necessárias para mitigar o impasse. Primordialmente, cabe aos governos a realização de vacinações e consultas médicas nas fronteiras, de forma que refugiados doentes sejam encaminhados para tratamentos gratuitos. Ademais, os institutos de ensino devem implantar, nas escolas, palestras e aulas que - dirigidas por médicos e biólogos - informem os discentes sobre as doenças epidêmicas. Assim, por meio de cuidados direcionados à saúde dos asilados e da promoção de conhecimento, o óbice será anulado.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!