O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Relacionamento abusivo

Relacionamento, significa conviver bem e abusivo é o uso excessivo ou imoderado de poderes. Nas palavras da psicóloga Raquel Silva Barretto: relação abusiva é aquela onde predomina o excesso de poder sobre o outro. O publico feminino é o mais afetado, durante décadas muitas mulheres passaram dias de angustias ao lado dos seus parceiros, devido ao poder que eles tinham sobre elas, mesmo depois que os direitos foram conquistados, algumas tem medo da liberdade, pois segundo a pesquisa realizada pelo DataSenado 2013, 30% das mulheres disseram não confiar nas leis.
Por certo, psicólogos afirmam que a partir do momento em que o relacionamento afeta o bem estar da pessoa, ele não deve ser mantido, pois pode afetar a saúde do individuo. Em alguns casos é difícil definir quando um relacionamento é abusivo, porém, os principais indicativos de uma pessoa abusiva são: ciúme e possessividade exagerados; controle sob as decisões e ações do parceiro. É certo que para algumas pessoas quando se trata de ciúmes, isso significa amor ou cuidado, e convenhamos que ciúmes tem outro significado.
Como resultado, tivemos o caso da expulsão do cirurgião plástico Marcos Harter da 17ª edição do Big Brother Brasil, que teve um relacionamento abusivo, com a participante Emilly Araújo. Esses casos, se repetem diariamente, pois uma parte da população feminina, não confiam nas leis, por razão que existem fatores que impedem que elas saiam de uma relação abusiva, como por exemplo: emocionais e afetivas, questões legais e jurídicas, econômicas, entre outras. Em diversas vezes, esses tipos de relações podem levar a morte, como no caso que foi apresentado no Jornal da Rede Record, uma mulher que queria separar do marido, pois ele estava tendo o controle sobre ela, o parceiro da vitima não aceitou o divorcio e acabou matando a mulher.
Portanto medidas são necessárias para resolver o impasse, o Congresso Nacional deverá rever ou refazer as leis que protege as mulheres, para que elas possam confiar mais na leis. Precisamos educar os jovens também, o MEC junto com as escolas, deverá incluir palestras ministradas por pedagogos e psicólogos que terá como objetivo, ajudar os alunos a identificar e sair de uma relação abusiva, e ensinar também a eles não serem os próximos agressores. A família tem um papel muito importante na vida do ser humano, e tem como finalidade, apoiar e auxiliar o familiar, sobre esse tipo de relacionamento. Não podemos deixar que os jovens de hoje se tornem adultos ignorantes no futuro.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!