ENTRAR NA PLATAFORMA
Relação entre competitividade e qualidade de vida

No livro "Sapiens - Uma breve história da humanidade", Yuval Harari destaca que o Homo Sapiens só domina o mundo porque é o único animal capaz de cooperar de forma flexível em larga escala. Entretanto, a população tem se mostrado cada vez mais competitiva, visto que a competividade encaminha para um maior status social e intelectual. Nesse contexto, a competição interfere na qualidade de vida, sobretudo, pelo individualismo e pela negligência escolar.



Em princípio, é importante discutir sobre a relação da competividade e da ausência do coletivismo. Com efeito, Sérgio de Holanda, renomado sociológo, corroborou a tese do "Homem Cordial", isto é, o indivíduo que tem suas vontades particulares predominando sobre o coletivo. Em decorrência disso, a qualidade de vida é afetada, já que essa individualidade aumenta a competição para que possa acentuar as particularidades do homem. Assim, Harari confirma que a história não conta só com transformações tecnológicas e organizacionais como também com transformações na consciência e na identidade humana a partir, principalmente, da competição desenfreada.



Ademais, é fundamental destacar a omissão das escolas relativa a essa problemática. Sob a ótica do filósofo Michel Focault, as escolas funcionam como instituições sequestros, quando por meio de ordem e disciplina tentam docilizar o estudante. Nesse viés, os colégios têm como grande foco os vestibulares e tendem a impor a competividade entre os alunos, posto que os melhores terão acesso às melhores faculdades e, por consequência, farão publicidade para as escolas. Logo, as disputas entre os alunos deixam o ambiente pesado visando à superioridade.



Urge, portanto, caminhos que devem ser elucidados para que a competição não altere a qualidade na vida dos brasileiros. Primeiramente, cabe ao Ministério da Educação promover palestras, em parceria com escolas e empresas, para orientar sobre os prós e contras da competividade. Por fim, o Ministério da Cidadania, em conjunto com as instituições de ensino, deve propor atividades e jogos, em locais públicos, com o objetivo de incentivar a cooperação. Dessa forma, o Homo Sapiens de Harari estará mais próximo da realidade contemporânea.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde