use o cupom aprovado21 e ganhe + 21% de desconto extra 21% OFF

Relação entre competitividade e qualidade de vida

Ser competitivo há seus prós e contras. Um funcionário pode alavancar ótimos resultados para uma empresa por causa do seu senso de competitividade. Por outro lado, o estresse causado pelo alto índice de horas dedicadas ao trabalho aumenta, ocasionando transtornos mentais como ansiedade e depressão. É necessário, portanto, saber dosar as horas de trabalho e o ego, para evitar problemas futuros.
Uma empresa pode se beneficiar com funcionários competitivos. Esses funcionários, por pensar somente em suas glórias pessoais e por darem o melhor de si, podem trazer excelentes resultados para o grupo. No entanto, é necessário ter cuidado. Pessoas competitivas geralmente são invejadas dentro da empresa devido aos seus resultados positivos, o que pode gerar a queda do funcionário no emprego.
Apesar das glórias pessoais, ser competitivo pode trazer à tona transtornos mentais. Os funcionários passam horas e horas pensando apenas no trabalho e em ser os melhores, causando, por exemplo, estresse e ansiedade. Por isso, é necessário ter momentos de lazer, meditação, yoga e exercícios de relaxamento.
O mundo de hoje é muito competitivo e corrido. Por isso, as empresas devem investir mais em momentos de lazer, meditação, yoga e exercícios de relaxamento para que seus funcionários não apresentem quadros de estresse e ansiedade. É necessário, também, que haja palestras sobre como manter a mente saudável, a fim de se evitar problemas mentais, que tiram a qualidade de vida da pessoa. Dessa forma, a empresa estará contribuindo não só para a saúde mental de seus funcionários, mas também para o bem de seu negócio, pois viver num ambiente saudável é sinônimo de vitórias.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!