O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Reforma Trabalhista

A Era Vargas, no período Estado Novo (1937 - 1945), em relação a econômia, Vargas promove a industrialização brasileira, e para mediar os conflitos entre os trabalhadores e empresários, ele cria a CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas). Nessa perspectiva, é possível, visualizar a importância do trabalhador em relação a econômia do país, e que seus direitos sejam garantidos para amenizar conflitos empregativos. No entanto, a reforma trabalhista aprovada em Novembro de 2017, tem deixado enormes sequelas na sociedades.


Em primeiro lugar, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), refere-se à saúde como sendo um completo estado de bem - estar fisíco, mental e social. De acordo com as novas leis trabalhistas, mulheres gravidas e lactantes, poderam trabalhar em local insalubre com atestado médico. Isto, reflete na irresponsabilidade do governo de colocar em risco à saúde do trabalhador para tentar aumentar a econômia do país.


Outrossim, vale destacar que, de acordo com a nova CLT, acordos entre patrões e empregados, podem prevalecer no que está previsto na constituição. Portanto, o trabalhador pode perder seus direitos, pois a CLT não deixa claro esse tipo de acordo que pode ser feito, tornando visível a incompetência governamental em relação aos direitos trabalhistas.


Mediante aos fatos expostos, o Estado pode amenizar o problema através de uma nova reforma trabalhista, criando leis afim de diminuir conflitos empregativos, garantidos maiores direitos trabalhistas e multa a empresas que não cumprirem. Desse modo, o brasil, pode superar o problema.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!