ENTRAR NA PLATAFORMA
Reforma Trabalhista
Na década de 1940, durante o governo de Getúlio Vargas, foi sancionada a Consolidação das Leis de Trabalho (CLT). Por sua vez, a mesma consiste em intermediar as relações trabalhistas. Tida como um grande avanço para a época, a mesma hoje já se mostra superada, sendo necessária uma reforma trabalhista para modernizar e adaptar as leis.
Com a Reforma Trabalhista, ocorre uma flexibilização para negociações entre funcionários e patrões e, por consequência, atração de diversos investidores que se sentiam intimidados pela CLT. Outro ponto que se torna fundamental é a conquista dos mesmos direitos para funcionários terceirizados. A flexibilização da terceirização, para um país com o Brasil, que vive a fase financeira do capitalismo, significa uma grande evolução.
Não obstante, apesar de necessária, a Reforma Trabalhista apresenta propostas que colocam em risco direitos adquiridos pelos trabalhadores. Entretanto, para um mundo globalizado, o Brasil deve se adequar, como diversos países de Primeiro Mundo para as novas necessidades.
Sendo assim, pode-se concluir que a Reforma Trabalhista é urgente, dentre o contexto de crise financeira vivenciada pelo Brasil, como também necessária devido a necessidade de se adaptar ao mercado global. Contudo, a mesma deve ser realizada para modernizar as leis sem que se tenha perca de direitos. Essa forma, por conseguinte, é uma medida para restabelecimento da economia.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde