O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Reforma trabalhista no Brasil

Em 1914 o empresário Henry Ford criou um sistema chamado fordismo, o qual o principal objetivo era a diminuição de custos para a sua empresa, pagando muito pouco aos seus trabalhadores. Nesse sentindo, vigente a Lei da Terceirização estamos prestes a viver uma situação semelhante ao fordismo. Porém, o projeto, segundo seus defensores, traz como meta a geração de empregos. O problema, é que tal ideal não pode ser alcançado com essa lei, haja vista que reduz o salário dos trabalhadores e de seus direitos e não aumentaria as contratações.
Conforme o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos ( Diesse ), trabalhadores terceirizados, mesmo com jornada maior, recebem salário até 27% mais baixo. O estudo também mostrou que a rotatividade dos terceirizados e o afastamento por acidente de trabalho são maiores que entre os contratados diretamente.
Além disso, de acordo com os críticos a ampliação da terceirização, por sua vez, dizem que o único fator que de fato gera emprego é o crescimento econômico, eventuais economias gerada pela terceirização para empresas serão convertidas em margem de lucro e não em mais contratações. Dessa maneira, uma empresa que demite cinco funcionários efetivos não empregaria seis terceirizados, contrataria apenas o número de pessoas necessárias para essa empresa.
Enfim, como disse Confúcio; se queres prever o futuro, estuda o passado. Seguindo essa ideologia, podemos perceber que essa reforma trabalhista, é o grande mal que vem matar os direitos dos proletariados, mesmo assim, essa lei foi aprovada. No entanto, não podemos ficar no conformismo, devemos lutar por nossos direitos e dizer não a essa Lei, através de manifestações com o apoio de sindicatos, o poder das grandes mudanças políticas, sociais, culturais e econômicas estão nas reivindicações das pessoas. Confirmado ao longo da história, como os diretas já e a revolução francesa.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!