O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Reforma trabalhista no Brasil

O governo de Vargas criou a famosa CLT, que foram leis para regulamentar o trabalho formal. Muitos anos depois essas leis ainda existem, mas por conta da dinamização do trabalho as leis ficaram defasadas. Nesse cenário uma reforma se viu necessária, para melhorar os acordos entre patrões e empregados, por conta da economia mudar e pela terceirização que vem ganhando força.
Como no Brasil tudo é muito burocrático, as relações entre patrões e empregados precisavam ser simplificadas. Os empregados muitas vezes, recorriam ao juiz para ter acesso aos seus direitos, com muitas vezes o patrão perdendo a causa. A reforma será necessária para conciliar os interesses de ambas as partes.
Em segundo plano a economia mundial mudou muito em relação ao governo de Vargas. Segundo Karl Marx" o governo do estado moderno é apenas um comitê para gerir os negócios comuns a toda a burguesia", os políticos sofrem pressões dos empresários, mesmo que indiretamente para mudar as leis de trabalho vigentes.
Há de-se ressaltar também que com a chegada de uma nova forma de trabalho- terceirização- as leis precisavam ser mudadas. A terceirização vem crescendo muito no Brasil, o que ajuda a desenvolver a economia, enxugar as contas públicas dentre muitos benefícios, por conta disso tem que existir leis que ajudem o trabalhador a garantir os seus direitos.
Torna-se evidente, portanto, que uma reforma no trabalho é inevitável para garantir uma melhor coesão nas formas de trabalho. O governo deve simplificar a burocracia das relações de trabalho, consolidando que o acordo está acima da lei. As empresas devem se adequar as leis vigentes, para que se tenha uma mudança real na forma de trabalho. A sociedade deve melhor compreender a terceirização e os seu benefícios. Dessa forma o Brasil vai diminuir a defasagem das leis de trabalho existentes.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!