O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Reforma da previdência social

Com um enorme crescimento populacional nos últimos anos, o Brasil alterou significativamente sua pirâmide populacional. Com efeito, disso, em poucos anos, terá uma população de idosos considerável, aumentando assim o desfalque com a previdência. Portanto, reformular a maneira como a mesma funciona atualmente, para prevenir futuros rombos, sem prejudicar os mais pobres é algo que requer extrema atenção e não pode ser adiada.
Um retrato disso é o país gastar hoje com a previdência, tanto quanto países ricos e mais velhos. Por isso, fica evidente que o primeiro aspecto a ser considerado é a existência de uma disparidade em relação ao gasto público com pessoas de diferentes níveis sócio-econômicos. Ou seja, analisar pessoas que recebem um salário mínimo e distinguir daquelas que recebem mais. Essa parte, segundo pesquisadores da área está entre os 30% mais ricos.
Outro aspecto importante é que, os gastos excessivos condizem com a renda per capita do país, que por ser baixa não dá conta do número de inativos crescente. Tem-se também o resultado da baixa taxa de fecundidade apresentada por pesquisa feita recentemente pelo IBGE, onde se mostra que a população jovem diminuirá, levando o país a ter futuramente uma menor população ativa economicamente. Com isso terá uma menor arrecadação de renda e menor contribuição para com a mesma.
Dessa forma, conclui-se que, uma análise fiscal a respeito do atual funcionamento da distribuição dos salários deve ser considerada pelo Governo, bem como uma redistribuição mais justa em cima dos que ganham mais. Assim como incentivar empresas para que a população jovem tenha, a partir de projetos de integração, maior participação ativa na economia do país, bem como a reinserção da população da terceira idade que queira permanecer ativa.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!