O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Preconceito linguístico

No seriado turma do Chico Bento, o protagonista possui uma forma de falar considerada ?caipira?, logo, na escola é levado para o castigo ao ser indagado por não possuir um ?fino português?. Paralelamente a isso, tal divergência entre o português não padrão e o oficial é um dos dilemas enfrentados pelo país. Diante disso, deve-se analisar como o passado histórico e a escola contribuem para disseminação dessa questão.
É primordial ressaltar que a herança histórico-cultural é a principal responsável pela manutenção do preconceito linguístico. Isso decorre da época colonial, da qual quem possuía posição elevada dialogava diferente do que uma pessoa com condições mais baixas. Lamentavelmente,essse cenário ainda é comum e pode ser evidenciado em vários meios de comunicação, como nas redes sociais.
Outro fator agente é a metodologia adotada no âmbito escolar. Isso porque a sociedade já cresce com a ideia de que existe uma forma de escrever, de falar. Segundo o linguista Max Weinrech?a língua é um dialeto com exército e marinha?, ou seja, após a língua ter sido oficializada, as outras variedades viraram objeto de repressão. Por consequência, os alunos interiorizam e reproduzem a implicância ao longo da vida.
Torna-se evidente que a razão linguística ainda é velada no cotidiano moderno. Nesse sentido, o MEC em ação conjunta com empresas e escolas, deve criar curtas-metragens com objetivo de mostrar que não há certo e nem errado no quesito de se comunicar exemplificando como é o dia-a-dia. Desse modo, o Ministério de Justiça e Cidadania em parceria da mídia, programar propagandas que quebrem o paradigma criado pela comunidade colonial. Assim, importantes passos sobre a problemática serão resolvidos.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!