O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Pós-verdade

Não se vende opinião.


A política faz parte da evolução humana, porque, através dela, é possível formar uma sociedade democrática
e igualitária. Portanto, a sua complexidade exclui uma grande parcela da população, que não têm acesso aos
detalhes internos das câmaras e assembleias governamentais. Por conseguinte, muitas mídias partidárias
aproveitam essa conjuntura para manipular o apoio dos eleitores. Nisso, o interesse na política se faz
necessário ao cidadão, porquanto se mostra cabível um policiamento em relação as notícias, devido ao serviço
pernicioso de algumas imprensas jornalísticas.
A princípio, o termo "democracia" surgiu na Grécia antiga, por volta de 510 a.C., através do aristocrata
grego Clístenes, que, liderando uma revolta popular em Atenas, conseguiu derrubar o governo da época, logo,
esse feito acarretou poder ao povo ateniense, mostrando-lhes um novo horizonte, que continuou moldando-se ao
passar das décadas. Comparando o com os tempos atuais, há falta de interesse nos cidadãos em relação à governabilidade.
Desse modo, isso demonstra uma fragilidade na questão da "pós-verdade", que é um termo usado atualmente para
classificar a manipulação de informações. Em resumo, a luta que os atenienses enfrentaram no começo está sendo
desperdiçada pelos desapegados a política.
Ademais, a importância da mídia tem contato direto com a introdução dos eleitores aos manuseios políticos.
Haja vista que, quando o site G1 relatou que o MEC (Ministério da Educação) liberou mais de 250 mil reais para alguns
youtubers propagarem sobre o novo ensino médio, sancionado pelo presidente Michel Temer, com intuito de se lançar a
candidatura da presidência de 2018, o ex-Vice-presidente e sucessor de Dilma Rousseff, no fim de 2017, perdeu a credibilidade
após o disponibilizar a verba para essa finalidade. Além disso, se faria necessário explicar o novo ensino e enaltecer
a ideia do presidente. Nesse contexto, os meios de comunicação demonstram poder manipulativo, exercido sobre o cenário
popular, que pode tangenciar opinião e moldar os aspectos das ações do governo. Sendo assim, a transparência dos jornais
ajuda no setor da ciência social e evita casos iguais a esse.
Como resultado, de tudo que engloba os desvios de informações, proveniente do descaso e corrupção nos meios informativos,
algumas medidas devem ser tomadas para abranger as classes que não tem acesso e criar uma forma de monitorar as mídias
tendenciosas. Para começar, seria fundamental uma mudança no ensino médio, na criação de um novo conteúdo nas matérias, como as
aulas de leitura e interpretação, porém, visando as notícias recentes e não recentes. Caso esse conceito fosse aprovado
pelo presidente atual e direcionado pelo MEC, logo, haveria estudantes e a longo prazo leitores formadores de opinião. Por
consequência, adquirira-se maior seriedade no campo da ciência social e melhoraria a percepção do votante.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!