ENTRAR NA PLATAFORMA
Poluição do ar e seus impactos na saúde da população

De acordo com o físico Isaac Newton, em sua terceira lei, para toda ação ocorre uma reação. Diante de tal perspectiva, é imprescindível que, para haver mudanças por uma vida saudável, há fatores dois fatores que não podem ser negligênciados, como a alta taxa de poluentes liberados pelas usinas, e também uma melhor saúde pública para a população.


Em primeira análise, a chamada Revolução Industrial, nos proporcionou uma nova forma de processo, pois deixamos de usar métodos artesanais para adotarmos o sistema fabril. Desse modo, gerou-se uma grande quantidade de gases poluentes despejados na atmosfera, como o CO2, liberado pelos veículos e, consequentemente, o ar fora ficando poluído com diversas partículas, que, acabam sendo consumidas pelo nosso sistema respiratório, causando, dessa maneira, doenças como a asma e a bronquite.


Por conseguinte, os indivíduos estão expostos aos níveis de poluição presentes principalmente nas grandes cidades do país. Paralelamente, isso gera na sociedade uma preocupação quanto à saúde, tendo em vista que, nos meses mais secos do ano, o aumento de doenças respiratórias é demasiado, já que a umidade do ar é mais baixa, propiciando assim, o surgimento das enfermidades.


Portanto, é evidente que o Estado tome providências para amenizar o quadro atual. Para a conscientização brasileira à respeito de uma melhor qualidade respiratória, urge ao Ministério da Saúde, efetivar nas mídias sociais e televisivas propagandas visando maneiras de evitar as doenças respiratórias, além de efetivarem junto com as grandes indústrias brasileiras, modos de diminuir os gases dispostos no ambiente, para que, desse modo, ocorra mudanças eficazes em nossa sociedade. Por fim, parafraseando o filósofo pré-socrático Heráclito, nada é permanente, salvo a mudança.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde