ENTRAR NA PLATAFORMA
Poluição do ar e seus impactos na saúde da população

      No limiar do século XXI, a poluição atmosférica se tornou um dos principais problemas que o Brasil foi convidado a administrar, combater e resolver. Por um lado, a chegada das indústrias e da globalização transformou o cenário social nacional, inserindo novos comportamentos e novas tecnologias ao cotidiano do país. Por outro, o avanço do capitalismo globalizado e a falta de educação ambiental para a maioria da população, intensificou de forma generalista a poluição do ar e suas consequências sociais e ambientais. Com isso, surge a problemática dos impactos da poluição para a saúde humana e para o equilíbrio dos ecossistemas locais. Fato que configura-se como um importante problema social.


      Nesse contexto, é importante salientar que, segundo Sócrates, os erros são consequência da ignorância humana, logo, é válido analisar que o desconhecimento da população a cerca da emissão de gases poluentes como o CO2 e o H2SO4, comumente liberados em ações cotidianas, influi decisivamente para o agravamento da problemática. Isso, consoante ao pensamento de A. Schopenhauer de que os limites do campo da visão determinam o comportamento individual, ocorre porque a educação básica nacional é deficitária e pouco prepara os cidadãos para o convívio social que respeite, entenda e preserve o meio ambiente em que estão inseridos. Sendo assim, difundir o conhecimento a respeito da saúde do meio ambiente e de seus impactos na saúde da população é essencial para o equilíbrio da questão.


       Por conseguinte, cabe ressaltar que, a médio e longo prazo, a presença de gases poluentes na atmosfera traz inúmeros malefícios para a saúde física da sociedade e para a natureza de modo geral. Segundo pesquisas da Universidade Queen Mary, em Londres, além dos efeitos já conhecidos como o aquecimento global, chuvas ácidas e a degradação da vida marinha, a poluição do ar pode atravessar a placenta de mulheres grávidas e infectar o sistema imunológico de bebês ainda em formação. Além disso, dados da Organização das Nações Unidas (ONU), afirmam que, nas condições atuais, dentro de 50 anos, a natureza entrará em colapso irreversível ocasionado pelas ações humanas. Desta maneira, mudar comportamentos a fim de promover a preservação da vida e do planeta é imprescindível para o futuro das próximas gerações.


     Sendo assim, diante dos fatos supracitados, faz-se necessário que o Governo Federal tome medidas para amenizar e resolver o problema. Para a conscientização da população a respeito da situação deve, por meio de verbas governamentais, criar propagandas para a TV e redes sociais que alertem sobre os riscos da poluição do ar para a saúde e para o meio ambiente, além de mostrar caminhos alternativos e limpos com o intuito de reeducar o comportamento e o pensamento social. Ademais, deve, por meio dos poderes legislativo e judiciário, criar políticas públicas que obriguem empresas nacionais e estrangeiras a reduzirem gradativamente os seus índices de poluição atmosférica e ambiental, fiscalizando e multando, nos termos da lei, as organizações que descumprirem a medida. Somente assim, reeducando e desconstruindo comportamentos nocivos, construir-se-á um Brasil onde viver e respirar não represente um risco mortal.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde