O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Pobreza no Brasil

 "No meio do caminho tinha uma pedra". O poeta Carlos Drummond aborda em seu poema os obstáculos que são encontrados no meio do caminho, usando como metáfora a pedra. Nessa lógica, a pobreza é caracterizada como um empecilho que impede a estabilidade social. Por isso, é necessária a intervenção governamental para a desintegração desse mal.


 Na obra "cartas chilenas", composta pelo poeta Tomás Antônio Gonzaga, é exposto críticas às injustiças e corrupção do Governo. Contemporaneamente, os problemas elencados na obra de Tomás são vigentes; haja vista, que segundo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística(IBGE), o Brasil tem quase 52 milhões de pessoas na pobreza, e isso se dá pela má distribuição de renda e a falta de políticas públicas que deveriam ser executados pelas esferas da federação.


 Outrossim, com o fim da escravidão e, posteriormente o êxodo rural, a pobreza foi intensificada; motivada pelas condições inóspitas do trabalho, com salários indignos. Neste parâmetro, o trecho da composição admirável gado novo diz: "É duro tanto ter que caminhar, e dar muito mais do que receber", Zé Ramalho, o compositor, expõe o cotidiano dessa massa que trabalha incansavelmente para ganhar o mínimo, sendo assim explorados.


 Mediante aos fatos supracitados, é mister que o Governo Federal, os Estaduais e os municípios traçam estratégias para identificar aqueles que estão na pobreza e, promovendo políticas públicas, como auxílios e programas a esses indivíduos, atendam às suas vulnerabilidades. Ademais, é imperioso que o Poder Legislativo crie novas leis trabalhistas, com a intensificação da segurança, humanização e, a implementação de salários dignos em todo o Brasil, com uma rígida fiscalização para seu devido cumprimento. Dessa forma, será retirada "a pedra" que está no caminho do brasileiro.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!