O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Pedofilia no Brasil

A pedofilia é um transtorno psiquiátrico no qual os indivíduos sentem-se atraídos por crianças na fase pré-púberes, em geral menores de 11 anos. É importante salientar que um pedófilo não é, necessariamente, um criminoso. Não existe crime de pedofilia. O mais comum, quando ocorre a tipificação do ato, é o enquadramento na lei de Abuso de Incapazes, que garante a punição aos infratores. Assim, entender sobre essa doença, os possíveis tratamentos e suas implicações sociais é a forma mais racional de se lidar com a questão, buscando, a partir disso, maneiras mais austeras de combate ao problema.
Desse modo, conhecer o diagnóstico e as terapias são medidas importantes no controle desse distúrbio. Os pedófilos têm consciência de seus atos, planejam suas ações, são mentalmente capazes de responder por suas atitudes. Sendo assim, podem, por meio de intervenção médica, controlar seus impulsos e conviver de maneira harmoniosa com a sociedade. Para isso, cabe a cada pessoa, acometida por essa doença, a percepção de sua condição e a busca por tratamento. A pedofilia não é algo a ser encorajado, precisa ser combatida e expurgada do convívio social.
Outro ponto relevante, refere-se aos tabus e os medos que ainda rondam as famílias de pessoas que sofreram abusos sexuais na infância. Em O Abraço, romance de Lygia Bonjuga, é enfatizado a importância da denúncia desse crime e da necessidade em se tratar o problema de forma aberta. Há ainda muito receio por parte das famílias em expor a situação, por vergonha ou algum tipo de julgamento externo. Logo, disseminar o debate sobre a questão aos olhos de toda sociedade é essencial no processo de construção moral dos cidadãos.
Como se vê, o combate à pedofilia passa pelo tratamento do transtorno e um maior esclarecimento sobre o assunto pela sociedade. Nesse contexto, cabe ao Ministério da Saúde a promoção de campanhas que ressaltem a importância dos cuidados com a saúde mental, além de aumentar a disponibilidade de profissionais da área no SUS. Igualmente, a mídia pode contribuir ao divulgar por meio de notícias e reportagens casos de pedofilia, salientando a necessidade das denúncias. Ademais, as escolas desempenham um papel relevante na questão. Ao promover debates sobre o tema, nas aulas ou em palestras, elas contribuem no processo de formação dos mais jovens e em consequência disso, colaboram para a construção de uma sociedade mais consciente e apta à encarar seus problemas.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!