O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Os desafios da sexualidade na adolescência

O filme "Juno" aborda diversas questões sobre a sexualidade na adolescência e principalmente suas consequências negativas, ilustradas pela protagonista: uma adolescente grávida. Fora da ficção, a pauta da sexualidade entre jovens vem sido bastante discutida, mais especificamente no que tange aos malefícios trazidos por esta prática. Portanto, é de suma importância a análise da desinformação e da homofobia, de modo a mitigar este entrave.


Em primeira instância, a série britânica "Sex Education" retrata diversos alunos de uma escola em panico por pensar que IST'S são transmitidas pelo ar. Nesse viés, observa-se, no Brasil, que uma grande parte do público jovem é vítima da desinformação. Isso ocorre devido a estigmatização da sexualidade na adolescência, o que faz com que muitos pais sintam receio em discutir este tópico com seus filhos, e até mesmo os proíbem de ter relações sexuais. Entretanto, é importante frisar que a falta de informação é extremamente prejudicial, visto que impede os jovens de se conscientizar quanto aos perigos da prática sexual, como as IST's e a gravidez precoce, acarretando assim, inúmeros problemas em caso de sexo sem a informação e proteção necessária.


Ademais, o livro brasileiro "Um Milhão de Finais Felizes" mostra o personagem Jonas sendo expulso de casa por ser homossexual. Nesse prisma, é lícito afirmar que diversos jovens já passaram por uma situação similar. Hodiernamente, a homofobia assola a vida de muitos adolescentes, visto que ela leva à exclusão social e à depressão.


Necessita-se, portanto, resolver esse impasse. Para tal, o MEC, por meio de auxílio estatal, deve elaborar projetos para disponibilizar palestras em escolas — endossadas por professores de biologia, tendo em vista seu vasto conhecimento sobre o assunto — sobre os perigos que o ato sexual pode trazer, para assim, tornar a educação sexual mais acessível. Concomitantemente, o Estado Federal, em parceria com as mídias de grande alcance — como influenciadores digitais — devem criar propagandas sobre o movimento LGBT, para expor à população os males da homofobia.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!