O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

O uso excessivo de celulares na infância

Desde o Iluminismo, entende-se que determinada sociedade só progride quando um sujeito se mobiliza com o problema do outro. Em contraposição, quando observa-se o uso excessivo de celulares na infância, o ideal iluminista é pressuposto na teoria, mas não é alcançado na prática, ora pela irresponsabilidade familiar, a qual instrui a criança, ora pelo incentivo comportamental do meio social no qual ela está inserida.


Segundo Immanuel Kant, o ser humano é aquilo que a educação faz dele. Ao relacionar a responsabilidade familiar à linha de pensamento do filósofo nota-se que a educação é o príncipal fator para a construção de hábitos equilibrados do individuo. Dessa forma, a problemática surge, uma vez que os responsáveis pela criança não inserem limites no tempo e forma de uso de aparelhos móveis.


De acordo com o sociólogo Durkheim, o meio social é a maneira coletiva de agir e pensar. Desse modo, a vivencia em grupo, por exemplo amizades na escola, de certo modo acarreta ocupações em comum entre crianças, ato que pode ocasionar vicios em comum, como o uso de tecnologia em escesso.


Fica evidente, portanto, que para garantir a solidificação de um mundo melhor e sem exageros, o Ministério da Educação (MEC) deve realizar palestras em parceria com psicólogos referente ao controle de uso de celulares na infância em escolas. Além disso, urge que o MEC, por meio de verbas governamentais desenvolva campanhas publicitárias. Para que, enfim, a sociedade compreendida através da ideia iluminista seja concretizada.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!