O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

O silenciamento das mulheres na sociedade

   O filme norte americano "A Cor Púrpura", retrata a triste história de uma mulher negra estadunidense que teve a trajetória de sua vida marcada pelos maus tratos e violências domesticas, comuns à mulheres de sua época. Fora da ficção, na contemporaneidade, é possível observar caracteristicas que se assemelham com o atual cenário da sociedade brasileira, no qual submissão e o silenciamento ainda são uma realidade para muitas mulheres. Desse modo, faz-se imprescindível o efetivo combate a esse mal, o qual é amparado por dois principais fatores: a falta de uma educação que evidencie a importância da mulher no contexto histórico e a ineficácia do diálogo familiar sobre o tema.


   Em primeiro lugar, é importante salientar que a educação é fator primordial para o desenvolvimento de uma nação. Hodiernamente, ocupando a nona posição na economia mundial, segundo reportagem da revista Exame, seria racional acreditar que o Brasil possui um sistema educacional eficiente. Entretanto, a realidade é justamente o oposto e o resultado contraste é nitidamente observado pela ínfima valorização da figura feminina na educação brasileira, haja vista as inumeras conquistas realizadas por elas, seja na química, na física e na história, e pouco mencionado em sala de aula. Urge, assim, que o Poder Público elabore medidas para estabelecer uma matriz curricular que contemple a importancia da mulher ao longo da história.


  Ademais, é válido ressaltar ainda, que falta de um diálogo familiar que oriente na descontrução do machismo estrutural existente ainda hoje na sociedade é grande impulsionador do imbróglio. Segundo a escritora francesa Simone Beauvoir, o opressor não seria tão forte se não tivesse cúmplices entre os próprios oprimidos. Nesse contexto, torna-se importante destacar o papel de protagonista que a família, principalmente da mãe, exerce na construção social da criança, para que estas possam se desenvolver com conceitos morais e de respeito entre os gêneros bem fortalecidos, impedindo assim, que condutas machistas e de silenciamento do sexo oposto continuem se perpetuando na sociedade.


   Portanto, é indubitável que medidas precisam ser executadas para dirimir o problema. O MEC, órgão responsável em prover políticas educacionais, deverá tratar em sala de aula do ensino fundamental, a importância da mulher no desenvolvimento da história da humanidade, por meio da alteração na matriz curricular educacional nacional, a fim de noramlizar, ainda na infância, a igualdade de tratamento entre os gêneros. Assim como, os pais precisam participar ativamente nessa transformação cultural, a fim de permitir que mulheres das novas gerações não sofram o sileciamente machista que ocorre na atualidade. Dessa forma, que esse triste comportamente seja presenciado apenas na ficção, como no filme "A Cor Púrpura".  

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!