O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

O silenciamento das mulheres na sociedade

 No seriado norte-americano “Cobra Kai”, a personagem “Ash” é uma jovem que, por conta de ser uma mulher que não segue os estereótipos impostos pela sociedade, sofre bullying e ataques verbais, os quais, com o passar do tempo, acarretam graves problemas psicológicos e, também, a exclusão social e argumentativa da adolescente. Fora da ficção, esta é a realidade de uma grande parcela de mulheres, no Brasil e ao redor do mundo, que são vítimas de agressões físicas e emocionais que oprimem qualquer conhecimento e discurso de tais cidadãs. Neste âmbito, a cultura machista enraizada e a influência midiática perante essas pessoas são os principais motivos para o silenciamento da mulher, em uma sociedade, ocorrer.


 De maneira inicial, é possível verificar que o número de mulheres que são desprezadas e silenciadas em suas rotinas ou em suas mídias aumenta, intensamente, dia após dia. Segundo o jornal “BBC English”, a maioria dos indivíduos do sexo feminino possuem medo dos homens as prejudicarem em algum quesito familiar e afetivo ao expor, em público, seu pensamento ou sua opinião, além do mais, o mesmo veículo de mídias ressalva que a “hierarquia” dos homens é uma das principais causas de opressão sobre a opinião alheia, de preferência, feminina. Logo, a cultura machista e antissocial é um importante fator que propicia o silenciamento da mulher na sociedade.


 Em segundo plano, nota-se que os meios que predominam nos ataques e opressões contra as mulheres são as redes sociais. De acordo com o noticiário “CNN”, cerca de 7 a cada 10 mulheres cancelaram suas contas midiáticas pois, ao sofrerem ameaças severas em razão de certas postagens realizadas pela própria mulher, sentiam-se aflitas e sem perspectiva social, ou seja, uma enorme parte das mulheres são silenciadas e oprimidas, nas redes sociais e na sociedade “real”, por, simplesmente, compartilharem suas ideias e opiniões. Por isso, as mídias sociais possuem um alto teor de influência no que se refere ao silenciamento imposto às mulheres.


 Diante disso, é necessário auxiliar, urgentemente, as vítimas destes abusos. Portanto, cabe ao Ministério da Justiça e ao Ministério da Cidadania analisar e punir, por intermédio de fiscalizadores municipais e por policiais investigativos, possíveis indivíduos que silenciam qualquer tipo de argumento ou feito realizado por uma mulher, tendo como objetivo encerrar com tal prática no Brasil. Além disso, é necessário conduzir parte da verba federal às procuradorias estaduais a fim de processar cidadãos que ameaçam e oprimem as mulheres e os demais indivíduos da sociedade. Somente assim, casos como de “Ash” não ocorrerão.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!