O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

O problema da falta de incentivo - leitura na infância

Ao longo da história da humanidade, a invenção da escrita revolucionou o acesso do homem às informações. Com isso, a leitura passou a ser a principal fonte de conhecimento e , por esse motivo, tornou-se , até os dias atuais, algo de suma importância no desenvolvimento de um indivídio. Contudo, apesar de toda essa relevância, existe pouco incentivo à leitura entre os jovens no Brasil. Essa falta de incentivo vem do fato de que os jovens encaram a leitura como um fardo, ou seja, não veem a leitura como uma atividade prazerosa, pois existe pouca orientação escolar adequada que faça com que os jovens adquiram o hábito da leitura de forma gradativa e prazerosa e a falta de incentivo também advém do fato dos livros em geral possuírem valores muito altos, sendo que boa parte da população não tem condição de comprá-los.


Ademas, é necessário salientar que a falta da leitura pode acarretar diversos problemas na formação de um jovem que , futuramente, se tornará um cidadão. Um desses problemas é a falta de critcidade em relação a assuntos relevantes na sociedade em que o indivíduo encontra-se inserido, pois é fato que a leitura expande os horizontes e proporciona conhecimento a diversos assuntos que são importantes. Por isso, apesar de existir uma parcela de culpa em relação ao indivíduo que não desenvolveu a prática da leitura, grande parte desse problema vem do fato de que os livros são muito caros e não corresponde à realidade da maior parte da população brasileira.


Segundos dados do Sindicato Nacional dos Editores de Livros, a média de leitura no Brasil aumentou significativamente nos últimos anos. Entretanto ,apesar dessa melhora, a média de livros lidos no Brasil ainda está muito distante da média dos países desenvolvidos. A partir desses dados, cabe inferir que o pouco incentivo da leitura faz com que as pessoas não desenvolvam esse hábito e , por conseguinte, leiam menos. Por isso, não se deve culpabilizar apenas os indivíduos pela baixa prática da leitura, e sim ao sistema de ensino que ao invés de promover a leitura de livros mais simples e , gradativamente, promover livros mais complexos, acaba afastando os jovens desde cedo com livros que não geram nenhum tipo de entretenimento. Assim, apesar de da grande desvalorização dos livros de "massa" , Harry Potter por exemplo, é necessário inserir esse tipo de literatura no cotidiano desses jovens a fim de desenvolver o hábito de ler.


Portante, urge que o Estado em parceria com o MEC(Ministério da Educação e Cultura) insira de forma adequada livros obrigatórios - que promovessem entretenimento e fossem capazes de desenvolver o hábito da leitura dos jovens- na grade curricular das escolas da rede pública e privada desde as série inciais até o ensino médio. Além disso, o Estado deve fazer uma parceria com livrarias para que os estudantes de escolas públicas tenham 50% de descontos em livros em geral, para que dessa forma se possa aumentar a probabilidade que os jovens possam apreciar o prazer da leitura.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!