O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

O problema da falta de incentivo - leitura na infância

Desde o período colonial, por volta de 1500, os indígenas foram induzidos pelos colonizadores a estarem servindo como mão de obra barata. Desde então, essa cultura desprezível vem fazendo parte da formação do povo brasileiro, onde as gerações são instruídas para o trabalho, mas não para o estudo, dessa maneira, essa cultura deve ser modificada, por meio de políticas públicas educacionais, que oferte de maneira igualitária a oportunidade de acesso ao sistema educacional.


Como abordado anteriomente, acerca da cultura de exploração do trabalho, muitos são os casos presentes nos dias atuais, de pessoas que não tiveram a oportunidade para estudar, e hoje, essas pessoas ocupam a classe social que mais carece de recursos finaceiros, ao que se comparado as pessoas que tiveram a chance de estarem estudando e que após a finalização dos estudos, ocuparam melhores cargos no mercado de trabalho e consequentimente estão nas melhores posições na pirâmide econômica, ambos os casos comprovados no Índice de Desigualdade Social (GINI).


Desde à infância, as pessoas que se esquadram nesse grupo social descrito anteriomente, são "educadas" a valorizar primeiramente o trabalho como símbolo de amadurecimento que perdura até a vida adulta, resumindo-se em pessoas que não tiveram nenhum tipo de influência familiar para a formação acadêmica. Esse problema vem crescendo quando não existe uma política pública educacional eficaz para combater tal sucumbência atribuída ao Estado. Portanto, há várias negligências da sociedade voltadas para educação no país, causando desinteresse e até mesmo enfraquecimento do poder da educação.


Com a finalidade de combater os altos índices de pessoas que não tiveram a devida oportunidade de acesso à educação e pôr em prática a frase do sociólogo Augusto Comte "quando se investe na educação, ao mesmo tempo está investindo no proguesso social", cabe ao Presidente da República, criar uma lei que determine que crianças a partir de 3 anos de idade estejam matriculadas nas escolas de ensino primário, bem como assumir com os gastos gerados para implementação dessa lei, a fim de garantir e cultivar desde à infância a cultura da educação e consequentimente gerar uma geração intelectualista.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!