O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

O problema da falta de incentivo - leitura na infância

Há algum tempo, em um comecial veiculado na televisão aberta, a atriz Mariana Ximenes, numa campanha em prol da organização "Todos pela Educação", defendia o quanto a leitura, incentivada desde a infância, foi algo primordial em sua formação pessoal e profissional. A mensagem tinha claro objetivo da responsabilidade de todos quanto a orquestrar um hábito de grande valia na vida das crianças.


É verídico o fato de que, o Brasil ainda possui um baixo índice de leitura anual de livros. Segundo a divulgação do site Infonet, a média gira em torno de cinco livros lidos; dado que pode ser indicativo da falta de incentivo, e por conseguinte, falta de envolvimento do brasileiro com a leitura.


Segundo o saudoso professor Pierluigi Piazzi, o hábito de ler está intrinsecamente ligado ao desenvolvimento e ascensão das capacidades cognitivas dos indivíduos, e quanto mais cedo for estimulado, melhor será o desempenho do cérebro. Sendo assim, quando não acontece esse incentivo já em tenra idade, pode ocorrer um comprometimento da caminhada educacional do estudante, além do reflexo social, ao ocasionar a formação de cidadãos com parca visão de senso crítico.


Nesse contexto, é evidente que, mesmo se muitos lares não tiveram a presença do incentivo, tal qual teve Mariana Ximenes, existe a necessidade de modicar certas dinâmicas. Se queremos formar cidadãos mais críticos e influentes, a leitura é ferramenta plausível da ocasião que poderá transformar de maneira positiva a sociedade.


Urge, pois, que os pais resgatem o hábito de ler para seus filhos antes de dormir como uma estratégia inicial para um primeiro contato das crianças com a literatura. Presenteá-las com livros também pode ser uma maneira interessante de envolvimento delas com esse mundo. Ademais, as escolas podem manter um cronograma de "hora da leitura" com o objetivo dar amparo e estender o potencial de interesse dos pequenos aos livros.



Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!