O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

O porte de armas no Brasil

Imagine um país onde qualquer pessoa, com mais de 21 anos pudesse andar armado seja qual for o local. Até 2003, essa era uma realidade no Brasil, onde era possível comprar uma arma e porta-la sem muita burocracia. Mas, devido ao alto índice de homicídios levou a sanção do Estatuto do desarmamento, que restringiu a posse e o acesso a armas, porém, esse ato não reduziu o número de assassinatos, apenas estancou-o. Desse modo, entra-se em discussão o porte de armas em nosso país, se deveria se manter restrito o seu uso ou voltar ser de acesso a toda população.
Segundo pesquisa do Datafolha, 56% dos brasileiros segue contrário ao porte legal a todos os cidadãos. Além disso, estudos do IPEA apontam o impacto positivo do Estatuto do desarmamento. Entretanto, mesmo com pesquisas afirmando os benefícios do estatuto vigente, muitos indivíduos presumem que a posse de arma os daria maior segurança, visto que o crime organizado tem fácil acesso a armamentos de alta qualidade de forma ilegal. Com essa problemática de criminosos armados e o temor da população devido a essa situação, nota-se uma falha na segurança pública. Portanto, achar uma solução que não prejudique a sociedade é necessário, como diria Maquiavel, precisa-se achar uma forma de equilibrar as diferenças por um principio comum.
Além disso, sobre a relação na falha da segurança pública pode-se estimar diversos fatores relacionados a isso, entre eles a monopolização da indústria de armas no Brasil, pela Tuaros ? que produz armas de baixa qualidade -, e também pelo pouco policiamento em localidades de maior perigo. Com isso, uma parcela da população ? principalmente as menos favorecidas queiram que o porte de arma seja liberado novamente, para que estas sintam-se mais seguras em casa e em locais públicos. Com essas questões, o Governo Federal, caso liberasse o porte de armas novamente, teria que ter, além de uma burocracia complexa para a aquisição da arma um psicólogo que analisasse cada individuo que fosse tentar o porte.
Em suma, a liberação do porte de armas é por questão de proteção, mas isso faria o nosso país regredir a época em que não havia o estatuto. Por isso, o Governo Federal, juntamente com a Secretária Nacional de Segurança Pública, deve intensificar o monitoramento das fronteiras, local pode onde passa as armas compradas por criminosos no ??mercado negro??, além de aumentar o policiamento nas ruas pois, além de poder ajudar a controlar a criminalidade irá fazer com que a população sinta-se mais segura sem a necessidade de estar armada para isso. Logo, com essas atitudes tomadas pelo Governo e com a ajuda dos cidadãos, podemos diminuir um dos principais problemas presentes em nosso país atualmente.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!