O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

O porte de armas no Brasil

Na guerra de Independência dos Estados Unidos, o presidente manda armar toda a população com o intuito de defesa. No Brasil, até 2003, o porte era permitido e houve um alarmante crescimento da violência. De acordo com o jornal Folha de São Paulo, os índices subiram mais de 30%. Dentre os fatores relevantes, destacam-se o despreparo e o mercado negro.
Em primeiro lugar, ressalta-se que para portar uma arma exige-se grande preparo em treinos e testes psicológicos, visto que com o afrouxamento desses requisitos, as ameaças e mortes sobem de modo preocupante. Segundo o Instituto Sou da Paz, o Brasil é um dos países que mais matam por armas de fogo do mundo.
Além disso, não há uma "cultura do armamento" como ocorreu na sociedade americana, a qual conta com fatores históricos. Ademais, apesar do uso restrito desses equipamentos, na realidade tupiniquim os números de desrespeito e violência não param de crescer. Em conformidade co o site G1, grande parte dos latrocínios ocorrem por armas registradas.
É imprescindível, portanto, que a Secretaria de Segurança Pública (SSP), aumente a rigidez para o cadastramento desses artifícios, com a implementação de exames psicológicos mais rigorosos, como os vários testes de personalidade, o qual filtraria, assim, mais indivíduos. Outrossim, ONGs em consonância com o Legislativo devem estudar cadastramentos e informações mais eficientes para encontrar armas já regulamentadas. Assim sendo, puniria-se de forma mais eficaz e traria mais segurança a população.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!