O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

O porte de armas no Brasil

Armas ilegal no Brasil

A aquisição irregular de armamentos tem persistido desde a consolidação do Estado brasileiro, do séc XVI ao XXI. Desse modo, consoante ao poeta Renato Russo, "não temos tempo a perder", é ingênuo protelar o combate ao porte de armas ilegal no Brasil, seja por políticas públicas, seja por educação.

A priori, a constituição é responsável por deliberar as ações das políticas públicas no Brasil. Essas, para Aristóteles, instituem a ordem na sociedade. Todavia, a precariedade de fiscalização nas fronteiras, nos aeroportos e nos portos, corrobora para entrada ilegal de armas no país, em sua maioria oriundas de países como, Paraguai e Estados Unidos. Logo, necessita-se de leis que intervenham em prol de reestabelecer a harmonia da nação.

Outrossim, segundo Durkheim, a forma de agir e pensar é resultado da construção social, ou seja, uma herança da sociedade. Análogo a tal pensamento, a cultura do porte ilegal de arma, nas favelas de cidades como, São Paulo e Rio de Janeiro, é transmitida no convívio entre as populações dessas comunidades. Dessarte, a educação sobre os malefícios da posse de arma, se faz precário nas periferias do país.

Nesse ínterim, portanto, ações do Estado e da educação, conjuntamente, podem combater o porte ilegal de arma. Ao legislativo, compete elaborar leis que amplie as fiscalizações nas fronteiras e nos meios de transporte, afim de identificar a passagem ilegal de armamentos para dentro do país, também, deve-se estabelecer multas altas para aqueles que adquirirem armas irregulares. Destarte, a supervisão da aquisição ilegal de armas estará vigente na constituição com maior rigor. Às escolas, cabe alertar sobre os riscos das armas e os danos causados à sociedade, por meio de aulas ministradas por oficiais do tiro de guerra, previamente afixadas no calendário escolar. Ademais, a conscientização e o conhecimento sobre os impactos de armamentos reduzirão sua aquisição pelos cidadãos.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!