O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

O legado da escravidão e o preconceito contra negros no Brasil

A criação da Lei Áurea em 1888 teve como objetivo abolir a escravidão, porém não veio acompanhada de políticas públicas que buscassem a inserção dessa parte da população. O resultado disso é questionado até hoje, pois, mesmo após tantos anos de abolição, os negros ainda encontram muitas dificuldades de inserção na sociedade. Tal problema é ocasionado pela superioridade dos brancos imposta na colonização e trazida até os dias atuais e pelo sistema capitalista que criou uma sociedade cheia de desigualdades sociais.
Primeiramente é válido discutir sobre o conceito de superioridade racial, chamado também de darwinismo social. Tal conceito surgiu no imperialismo e era caracterizado pela vantagem de uma raça, a branca no caso, sobre a outra; esse argumento foi muito utilizado pelas grandes potências capitalistas para praticar o neocolonialismo.Com isso, é notório perceber que um conceito criado no século XIX traz consigo ainda grandes influências em pleno século XXI. Porém, não se pode deixar que isso seja aceito, pois nenhuma raça é superior a outra, todos são iguais e possuem os mesmos direitos.
Em segundo lugar e válido ressaltar a influência do sistema capitalista no fortalecimento das desigualdades. Segundo pesquisas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística(IBGE), em 2014, mais da metade da população brasileira era negra; porém, mesmo sendo maioria, as oportunidades oferecidas para eles são menores. Como exemplos é possível citar a diferença de salários em um mesmo cargo, onde o negro ganha menos, pois para os empresários é como se os brancos fossem mais capazes de promover uma marca, fossem mais atraente aos olhos do público. Vale destacar também o quanto é difícil ver essa população em altos cargos ou cursando faculdades. Tudo isso ocorre porque a sociedade está moldada a seguir certos padrões do capitalismo que só vem excluindo cada vez mais os negros.
Diante disso, fica evidente a importância de medidas para resolver essa problemática. Cabe a mídia o papel de estimular a igualdade, abrindo espaços para os negros em novelas e programas, sendo eles protagonistas. As empresas devem parar de se basear em padrões e devem buscar a equiparação salarial e promover mais oportunidades de inserção deles no mercado de trabalho. E por último e mais importante, as escolas devem sempre ratificar que todos somos iguais, devem promover a valorização da cultura africana e mostrar o quanto eles já fizeram pelo nosso país e como a cultura deles está interligada com a nossa. Só assim será possível alcançar aos poucos uma sociedade com poucas diferenças sociais e com mais amor e respeito pelo próximo.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!