ENTRAR NA PLATAFORMA
O legado da escravidão e o preconceito contra negros no Brasil

 Segundo a historiografia nacional, nota-se que no decorrer dos anos vem ocorrendo o crescimento gradual do preconceito no Brasil. Sob essa ótica, percebe-se não só a grande desigualdade nacional que separa classes sociais distintas, como também o aumento do preconceito contra negros que tem como principal fator as raízes implantadas no período colonial brasileiro, durante a escravidão. Dessa forma, o embasamento teórico na constituição de 1988, a qual fala da igualdade e justiça entre os populares, é imprescindível na batalha contra esse problema.                                                                No ano de 1888 foi aplicada a lei áurea, que tinha como intuito primordial a libertação dos escravos no Brasil. Entretanto, tendo em vista que mesmo após a liberação desses cativos, não foi feita nenhum tipo de lei a qual vigorasse na inclusão dos libertos na sociedade, causando um forte crescimento na desigualdade de classes no país, que perdura até os dias atuais. Com isso, o Governo deveria intervir na formação de aplicações funcionais, produzindo a mitigação do problema nacional.                              Além disso, de acordo com o pensamento de Thomas Hobbes, o Estado é responsável por garantir o bem-estar social da população. Somado a isso, ao analisármos a máxima do filósofo com os dias atuais, tem-se por vista que o Governo não atua de maneira rigorosa na mitigação de problemas sociais, entre eles está o preconceito racial, o qual possue raízes profundas na história brasileira. Então, não só o trabalho do Estado como também o apoio midiático viria a ser de extrema importância na batalha contra essa problemática.                                                                                                      Portanto, mediante aos aspectos conflitantes relativos ao legado da escravidão e o preconceito contra negros no Brasil, é imprescindível a realização de ações interventistas. Para tanto, cabe ao Governo Federal com a ajuda midiática que tomem as medidas cabíveis, por meio do aumento de punições dado a quem infringir  a lei e da concientização popular, a fim de mitigar parte do preconceito existente no país. Assim, haverá uma sociedade mais justa como prevê a constituição de 1988.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde