O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

O legado da escravidão e o preconceito contra negros no Brasil

O período colonial no Brasil foi marcado por práticas violentas, como foi o caso dos negros trazidos das colônias africanas para o país, escravizados e submetidos a formas desumanas de tratamento. Mesmo após a abolição da escravatura pela Lei Áurea promulgada no ano de ano de 1888, a vida desses indivíduos continuou muito difícil, já que eles não tiverem nenhum apoio financeiro do governo para o recomeço de suas vidas, fato que desencadeou uma pobreza extrema. No século XXI a etnia negra vive vários impasses, como: a dificuldade desses indivíduos na inserção no mercado de trabalho e nas universidades idem o preconceito existente na conteporainedade.
Inicialmente, é por conta dessa causa mal resolvida historicamente que grande parte dos negros sofrem com a pobreza no século XXI. Segundo dados do Jornal metrópole, no ano de 2017, no Brasil os negros são 78% entre os pobres e somente 25% entre os mais ricos. Nessa pespectiva, isso acontece devido a falta de escolaridade, fazendo com que esses desempenhem empregos informais e abusivos idem que não os dão uma garantia de vida digna. Outro fator que tem se distanciado da vida dessas pessoas é o acesso a uma universidade, devido a falta de ajuda do governo que não investe na educação pública, causando assim a precariedade no sistema de ensino, fazendo com que não haja a preparação necessária dos alunos para a realização de vestibulares para ingressar em uma faculdade pública, já que as condições financeiras da maioria desses indivíduos não os deixam entrar em uma escola superior privada.
Na série de filmes Harry Potter, produzida pela Warner Bross, é mostrado ao longo dos episódios um paralelo entre o universo da magia e o mundo dos trouxas (pessoas normais). Nesse sentido, o vilão da trama Voldemort, prega aos seus seguidores que as pessoas que não possuem nenhum tipo de magia são indignas e inferiores, classificado-as como sangues ruins. Fora da ficção é notório que o Brasil também passou por isso no período colonial. Mas, houve uma diferença: a classificação foi feita pela cor da pele. Nessa perspectiva, as pessoas negras eram consideradas inferiores aos brancos. Na conteporaneidade houve uma grande diminuição no número de pensamentos como esses. Entretanto, há uma gama de pessoas preconceituosas que ainda resgatam esses valores errôneos e primitivos, fazendo com que haja a intolerância racial, fato que acomete cada mais a vida do ser com pele negra e faz com que surja diversos problemas psíquicos, como: tristeza, medo, depressão e em certos casos o suicídio.
Em suma, é necessário que o MEC insira em sua Base Nacional Comum Curricular a obrigatoriedade de atividades lúdicas, palestras e discussões que sobre a importância do respeito a todas as etnias. Urge que o poder Legislativo crie leis severas a todos os seres pensantes que descriminarem alguém por ser negro, e em caso de descumprimento, teria multas e dependo da gravidade até detenção. É imprescindível que o estado cobre das empresas uma obrigatoriedade de um balanceamento de funcionários - 50% negros e 50% brancos - a fim de inserir a igualdade etnica idem a inserção das pessoas negras no mercado de trabalho. O Governo Federal deve investir na educação, colocando-a como prioridade, já que ela é responsável pelo crescimento social e financeiro de um indivíduo. Se faz necessário que as pessoas se desprendem das raízes do passado e trate o negro como ele realmente merece, com respeito e dignidade.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!