O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

O legado da escravidão e o preconceito contra negros no Brasil

Na obra Iracema, do escritor do Romantismo, José de Alencar, a miscigenação foi primordial para a construção da cultura brasileira. Embora importante, tal pensamento adotado anterior não foi suficiente para alterar o contexto de desvalorização e preconceito que ainda resiste na sociedade brasileira. Diante dessa perspectiva é preciso analisar com cautela as raízes históricas dessa problemática e suas consequências sociais para o grupo em questão.

Cabe enfatizar, a princípio, que o processo de colonização contribuiu para a formação de uma imagem inferiorizada dos nativos. O eurocentrismo empregado no período colonial, formulou, em toda a população da América, o repúdio e o rebaixamento do negro e sua cultura, de maneira que os castigos impostos aplicados, pelos senhores de engenho, eram vistos com normalidade. Apesar de haver, exatamente, 130 anos que a lei de libertação dos escravos foi sancionada, os afrodescendentes ainda são vítimas do preconceito e da exclusão social, legado herdado da escravidão.

Em consequência disso, destaca-se a violação dos direitos humanos, que afirma que "todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e direitos". Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os negros, pretos e pardos, são a maioria da população brasileira, representando 53,6% da população em 2014, também são a maioria entre os mais pobres. Décadas foram necessárias para amenizar as mazelas provocadas pela escravidão0000 mesmo assim quando se trata de estabelecer parâmetros sobre os negros no Brasil: índices de escolaridade, empregabilidade, vulnerabilidade social, entre outros, esses denunciam o legado desigualdade da história brasileira.

O combate à liquidez citada, inicialmente, a fim de conter o avanço da discriminação em relação ao negro, deve tornar-se efetiva, uma vez que os afrodescendentes contribuíram para a formação da identidade nacional. Alguns instrumentos legais podem minimizar a situação do preconceito contra negros, no Brasil. O governo deve atuar na fiscalização das leis e na punição para aqueles que cometerem injuria racial ou qualquer crime relacionado a isso, com intuito de mostrar eficácia na aplicação das leis sociais. Também a mídia e a escola podem atuar juntas integrando "as raças", mostrando que não existe superioridade e nem padrões entre pessoas, começando desde o ensino fundamental, para que a criança já cresça com esse pensamento. Assim será possível amenizar tal preconceito existente em relação ao negro, construindo uma sociedade mais fiel aos direitos da constituição.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!