ENTRAR NA PLATAFORMA
O lado negativo do carnaval

  O carnaval surgiu durante a Idade Média e logo se tornou bastante popular entre a nobreza italiana, que aproveitava as comemorações para usar máscaras e cometer assedio nas ruas de Veneza. Analogamente, a maior festa popular do planeta criou raízes no Brasil e trouxe consigo a diversão e a danação. Com isso, surge a problemática da violência velada durante as comemorações, junto com o descarte inadequado de resíduos sólidos.


  Primeiramente, é inquestionável, que diversas formas de violência ocorrem durante o carnaval. Segundo a revista Veja, diversos arrastões (furtos rápidos) acontecem durante os blocos de rua. Dessa forma, fica nítido que a maior festa popular serve de camuflagem para que crimes ocorram, no qual, muitos deixam de serem registrados ou tem sua investigação dificultada por causa das grandes aglomerações.


  Contudo, uma grande parte dos foliões descarta inadequadamente os resíduos sólidos nas ruas brasileiras. De acordo com o portal R7, São Paulo recolhe 456,6 toneladas de lixo durante o carnaval. Sendo assim, observa-se que o volume de lixo nas ruas aumenta durante as festas, gerando sérios problemas ambientais e sociais para o país.


  Infere-se, que o lado negativo do carnaval precisa ser corrigido. Portanto, cabe a polícia se organizar e ampliar o número de policiais durante as festividades, para evitar os arrastões. Além disso, cabe às escolas, educarem os alunos a serem ambientalmente corretos, utilizando as aulas de Biologia para promover debates sobre os prejuízos ambientais causados pelo descarte inadequado de resíduos sólidos durante as festividades, possibilitando, assim a construção de uma sociedade consciente durante o carnaval e toda a vida. Dessa maneira, apenas as raízes de diversão permanecerão no Brasil.


 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde