O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

O histórico desafio de valorizar o professor

Thomas Hobbes e sua teoria contratualista do leviatã, Isaac Newton e suas três leis, Mendel e a genética. A educação de fato muda o mundo, abre os olhos e cria oportunidades, e nesse contexto o protagonista é o professor, que mesmo com papel imprescindível no desenvolvimento da sociedade, vem sendo cada dia mais desvalorizado tanto financeiramente quanto socialmente, estatizando assim o progresso de todos os outros setores.
Em primeiro lugar, é fundamental perceber como ocorre a desvalorização financeira do profissional de educação, e como isso lhe afeta. Igualmente a todos os demais animais, o homem não transmite seu conhecimento geneticamente, sendo necessário, portanto uma educação de qualidade para obtê-los, nessa perspectiva é notório ressaltar os baixos investimentos que nosso governo aplica na educação como um todo, fazendo com que milhares de professores trabalhem em condições insalubres com salários irrisórios. Isso por sua vez afeta diretamente na qualidade de ensino junto com a motivação do docente que por diversas vezes acaba desistindo da atividade.
Além disso, é necessário também analisar as implicações da desvalorização social que nossos mentores sofrem diariamente. Pouco valorizada socialmente, a profissão educacional vem sendo cada vez mais rejeitada pelos alunos, que quando perguntados, rejeitam quase que imediatamente a ideia de seguirem a carreira de seus mestres. Tal rejeição por sua vez vem carregada de sentimentos de desrespeito ao profissional, tanto por parte dos alunos, como também de algumas famílias que insistem em questionar a autoridade e competência do professor, e assim instauram o caos na sala de aula, que em casos mais evoluídos podem resultar em atos de violência de alunos contra professores, que ficam cada vez mais comuns em nossos dias.
Fica claro, portanto, que nossos profissionais vêm sendo altamente desvalorizados ao longo das décadas que se sucedem, para inibir tal situação é de suma importância, que o governo, como administrador do Estado, invista pesado, através do Ministério da educação, em reformas estruturais que proporcionem locais de trabalhos dignos e salários mais compatíveis com o grau de importância que essas pessoas representam. Ademais, é indispensável que a mídia, enquanto formadora de opinião, invista na promoção de programas de televisão que destaquem a fundamental nobreza e valorização que nossos professores merecem, buscando assim uma maior valorização social. Só assim, poderemos continua a forma bases de profissionais que mudaram o mundo para melhor.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!