O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

O histórico desafio de valorizar o professor

De acordo com Pascal, filósofo e matemático do século XVII, a propriedade de terras tem um limite, mas a mente e intelecto podem abarcar o infinito. No entanto, a valorização dos professores no Brasil ainda enfrenta um grande desafio, já que a Educação não é considerada um valor essencial no país. O ter é mais importante e comanda grande parte das ações na comunidade contemporânea. Entre os fatores relacionados a esse problema, destacam-se os baixos salários, falta de prestígio social e violência contra os mestres em sala de aula.
Em primeiro plano, embora o Ministério da Educação e Cultura tenha feito reajustes no piso salarial dos professores nos últimos anos, a maior parte dos Estados brasileiros não pagam o valor correto. Ademais, o provento dos docentes no Brasil é o terceiro pior do mundo. De modo que, os educadores acumulam jornadas em várias escolas afim de aumentar a sua fonte de renda. Assim sendo, esses baixos ordenados não são atrativos para os estudantes durante sua escolha profissional, por isso, muitos optam por carreiras com melhores condições salariais e maior prestígio social, tais como, a medicina, tecnologia e engenharia.
De outra parte, segundo a última pesquisa realizada pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico coloca o Brasil em primeiro lugar na lista de mais violento nas escolas. São frequentes os casos de professores agredidos verbal ou fisicamente por alunos, o que mostra o descaso com essa figura central do ensino. Isto se deve à falta de impunidade dos estudantes e a falta de limites, pois os jovens estabelecem suas exigências sobre a autoridade dos país e mestres.
Urge, portanto, que indivíduos, empresas e Governo cooperem para mitigar a desvalorização dos professores. Assim, cumpre ao Governo estabelecer uma política educacional através de aumentos sucessivos e avantajados nos salários dos professores e cobrar dos Estados a execução dos pisos salariais efetivos. Além disso, cabe as famílias educarem as crianças, imporem limites, saber dizer não e explicar os motivos da negativa. Concomitantemente, é fundamental o papel da escola para promover a autoridade dos educadores e mais rigor em punir os agressores. Com essas medidas, os docentes serão respeitados e enaltecidos em todo território nacional.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!