ENTRAR NA PLATAFORMA
O discurso do índio pataxó

O filme "O poço", de Galder Gaztelu-Urrutia, retrata figurativamente, toda a disparidade da sociedade contemporânea, através do egoismo das camadas mais elevadas do prédio, gerando condições subumanas para as camadas mais baixas. Fora das telas, na atual realidade brasileira, a busca por recursos traz o detrimento de diversos locais, como o ocorrido nas aldeias indígenas durante toda a historia do Brasil. Tal fato se repercute na desvalorização dos costumes aborígines no país, devido à falta de interesse do Estado com seus deveres e ao individualismo das grandes empresas.



Primeiramente, vale ressaltar, que o desinteresse do Estado com a sociedade indígena é considerado um ato anticonstitucional, isso se deve ao descumprimento do Artigo 231 da Constituição Federal de 1988, o qual considera como direito dos índios, a preservação dos seus costumes e terras. Porém, ao se observar o reduzido número de aldeias e a ausência de medidas de valorização dos costumes aborígines, vê-se o descumprimento desse artigo e consigo, gera no restante da sociedade a falsa impressão de superioridade em relação aos nativos, tornando-os vítimas de preconceitos e acreções, devido a sua origem.


Outrossim, o individualismo das grandes empresas atua como agravante desse quadro, uma vez que, a maior parte dos desmatamentos são causados pela construção de empreendimentos. Nesse viés, podemos observar na obra "modernidade líquida" do sociólogo Zygmunt Bauman, os desdobramentos do egoísmo presente na nossa sociedade e como ele interfere no bem-estar social, ao devastar uma aldeia nativa, para o enriquecimento de um pequeno grupo, estamos pondo a prova esse pensamento. Logo, ao ignorar o estado das comunidades indígenas, incentiva-se o cada vez mais o detrimento delas.


Portanto, cabe-nos agora averiguar um modo de resolver esse problema. Por conseguinte, o Estado deve promover a valorização da cultura aborígine, por meio da promulgação de campanhas nas escolas, como por exemplo, palestras e amostras étnicas, para que então, se propague nas futuras sociedades a igualdade entre todos os cidadãos, independe de quaisquer origens e consigamos então a isonomia no país.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde