O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

O consumismo e seus impactos ambientais

  A Revolução Industrial do século XVIII proporcionou o aumento da produção de mercadorias e o desenvolvimento da economia mundial. No entanto, esse crescimento da produtividade iniciou uma cultura de consumo em massa que traz, até os dias atuais, graves consequências ao meio ambiente. Desse modo, o consumismo aliado a ações empresariais que destroem o meio natural são obstáculos para a sustentabilidade.


  Sob tal viés, nota-se, de início que os indivíduos são constantemente coagidos a aderir uma vida consumista. Isso ocorre porque os meios de comunicação relacionam a estima social à quantidade de bens adquiridos. Tal questão é evidenciada na sociedade de consumo do sociólogo Zygmunt Bauman, na qual o ter se torna mais importante do que o ser. Dessa maneira, a necessidade industrial de atender a demanda de produtos provoca a exploração do uso de matérias primas, o crescimento da poluição e emissão de gases estufa. Portanto, é notório que o agravamento dos problemas ambientais está relacionado à constante insatisfação dos cidadãos com o que detêm.


  Ademais, pode-se afirmar que a natureza é afetada negativamente pelo modelo econômico vigente. Essa questão tem como causa a priorização de empresas pela lucratividade em detrimento da conservação natural. Nesse contexto, quando há necessidade de recursos e espaço para os meios de produção e suas atividades comerciais adotam-se medidas que atacam o meio ambiente, como o desmatamento de áreas florestais e as queimadas para a atuação agropecuária. Esse problema é ilustrado na citação do pacifista Mahatma Gandhi, a qual diz que "A natureza pode suprir todas as necessidades do homem, menos sua ganância". Assim, é inegável a carência de projetos econômicos mais sustentáveis.


  Logo, é necessário diminuir os impactos ambientais causados pelo consumismo. Para isso, as escolas devem promover o consumo sustentável, através da incorporação da educação ambiental nas grades horárias, visando diminuir o número de compras desnecessárias. Além disso, o Governo Federal, promotor da ordem e do bem estar social, precisa aumentar a fiscalização na preservação da natureza, por meio da criação de leis mais rígidas contra explorações ambientais, objetivando a redução de atividades industriais não sustentáveis e que provoquem grande perda natural. Tais medidas proporcionarão o sucesso em uma maior concialiação da economia com o meio ambiente.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!