O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

O consumismo e seus impactos ambientais

Na animação "Wall-E", vemos os caminhos que o consumismo exacerbado pode nos levar, causando a destruição do planeta, tornando-o inabitável a raça humana. No Brasil contemporâneo, os impactos ambientes provenientes do consumismo, traz a devastação de diversos ecossistemas, como a floresta amazônica nos dias atuais, e a mata atlântica, durante o período de colonização. Isso se deve, principalmente ao descaso do governo com seus deveres e à crescente demanda da sociedade por novos produtos.


Primeiramente, vale ressaltar, que o descompromisso do Estado com suas obrigações com a preservação do meio ambiente, é considerado um ato anti-constitucional, o qual pode ser observado, pelo descumprimento do Artigo 225 da Constituição Federal de 1988, que caracteriza o ecossistema equilibrado como um  bem de uso comum e essencial à sadia qualidade de vida. Porém, ao se deparar com as atitudes tomadas pelas grandes empresas, sem devida penalidade, o governo abre mão do nosso maior bem, em prol do desenvolvimento econômico de uma pequena parcela da sociedade, influenciando mais empreendimentos a cometerem o mesmo ato.


Outrossim, a crescente demanda da população brasileira por se manter com os produtos mais novos do mercado, atua como agravante desse quadro, tal fato pode ser explicado pelo sociólogo Zygmunt Bauman na obra "modernidade líquida", que considera o consumismo como algo eminente à sociedade moderna. Desse modo, percebe-se que, a busca por bens materiais mais modernos, é o que impulsiona as empresas a produzirem mais, necessitando, assim, de mais matéria-prima e desgastando o nosso ecossistema, ocasionando diversos problemas ambientais, como o ocorrido nas barragens de Brumadinho no ano de 2019.


Portanto, cabe-nos agora averiguar um modo de resolver esse problema, logo é de fundamental importância, que o Estado intervenha nas empresas produtoras de tecnologia, através da promulgação de leis protecionistas, que visem diminuir o fluxo de lançamentos no país, diminuindo então a oferta de novos produtos, para que assim, a população fique menos suscetível ao consumismo exacerbado.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!