O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

O consumismo e seus impactos ambientais

Na obra "Utopia", do escritor inglês Thomas More, é retratada uma sociedade perfeita, na qual o corpo social padroniza-se pela ausência de adversidades. No entanto, o que se observa na realidade é o oposto do que o autor prega, uma vez que os impactos ambientais do consumo apresenta barreiras, as quais dificultam a concretização dos planos de More. Nesse cenário, dois motivos são pertinentes: a exploração desmedida do recursos naturais e a negligência estatal.  


É evidente que o excessivo abuso de recursos e o descarte inadequado estejam entre as causas do problema. Uma vez que, o setor econômico estimula o consumismo nos indivíduos além de sua necessidade real - por exemplo, com as propagandas, redução da vida útil dos produtos ou ainda na multiplicação de mercadorias descartáveis. Assim, pode-se compreender os dados da pesquisa, realizada pela Associação Brasileira de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (abrelpe), que apontam um aumento de 30% na geração de lixo entre 2003 e 2014. 


 Em segundo plano, segundo Jean Jacques Rousseau, filósofo genebrino, é dever do Estado melhorar a condição do homem em sociedade, no entanto, tal fato não ocorre e a problemática persiste. Nesse contexto, apesar de 30% de todo lixo produzido no Brasil ter potencial de reciclagem, apenas 3% é reaproveitado, de acordo com dados do Plano Nacional de Resíduos Sólidos. Logo, essa situação revela a ineficácia das políticas públicas perante o acúmulo de detritos. 


 Urge, portanto, uma regulamentação e aplicação de políticas públicas, pelo Estado, que visem o desenvolvimento sustentável. Para isso, o Ministério do Meio Ambiente, deve articular com setores da economia medidas estratégicas, como a implementação do modelo de Economia Colaborativa, isenção fiscal parcial para empresas que promovem e investem em ações sustentáveis e a divulgação na sociedade sobre os impactos ambientais causados pelo consumismo. Desse modo, a Utopia de More estará próxima. 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!