ENTRAR NA PLATAFORMA
O consumismo e seus impactos ambientais

Com o advento da Revolução Industrial e a produção em massa de produtos comerciais, o mundo se depara com uma forte competitividade, a qual tem por finalidade garantir a venda de suas mercadorias em detrimento das outras. Em consequência disso, a sociedade começou a sofrer influência sobre seus gostos e se viu na necessidade de obter materiais que eram desnecessários em sua vida, tal atitude gerou um grande desmatamento das florestas e a acumulação de resíduos sólidos. Portanto, é notório que o consumismo está causando impactos irreversíveis no meio ambiente e que medidas devem ser tomadas para reverter a situação atual.

Em primeiro lugar, as árvores se tornaram material de extrema importância para a produçao de mercadorias, pois acabaram se tornando a matéria prima essencial na produção de diversos produtos e, consequentemente, gerou um aumento no desmatamento. Prova disso é o desaparecimento de diversas espécies da fauna e flora global, além do grande buraco deixado na floresta Amazônica, que pode ser visto no "Google Maps. Logo, a redução de árvores implica a diminuição de agentes que realizam a fotossíntese - processo essencial no "sequestro" de gás carbônico (CO2) presente na atmosfera - e, por conseguinte, resultam no agravamento do aquecimento global.

Em segunda análise, de acordo com o filósofo Michel Foucault, a loucura é definida pela sociedade de acordo com o seu tempo, tal pensamento parece fazer alusão as ações tomadas por parte dos seres humanos. Dado isso, observa-se que o "marketing" é o principal meio que influencia no comportamento do indivíduo. Vale ainda destacar que boa parte dos materiais consumidos - geralmente os resíduos não separados por categorias - terão como destino final os lixões a céu aberto, os quais acabam lançando gases na atmosfera e produzindo um líquido percolado, também chamado de chorume, que pode contaminar águas subterrâneas. Isso faz inferir que a sociedade está caminhando para a destruição dos recursos naturais necessários para a manutenção da vida humana.

Destarte, é mister que o Estado tome providências para superar o quadro atual. Para que o consumismo diminua seus impactos causados no meio ambiente, urge que o governo deve, por meio de leis, punir qualquer ato que tenha como consequênca a redução da quantidade de espécies essenciais, ou seja, responsáveis por minimizar o número de gases lançados na atmosfera, com o fito de assegurar a habitação do planeta. Outra medida eficaz é o cidadão buscar, por meio de pesquisas, separar adequadamente o seu lixo para facilitar o trabalho dos coletores, só assim o mundo poderá progredir e proporcionar um local mais propício para a manutenção da vida.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde